Fotografo: Divulgação
...
O enterro será à tarde, no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá

 
 
 
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, lamenta o falecimento aos 75 anos, do desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Teomar Oliveira Corrêia, nesta sexta-feira (28).
 
Teomar Oliveira sofreu um infarto na quarta-feira (26), foi internado, mas não resistiu.
 
O velório será realizado em Cuiabá, na Capela Jardins, sala Tulipas, a partir das 9h. O enterro será à tarde, no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá.
 
"Teomar foi um profissional ilibado com uma carreira que acumulou muitos sucessos e conquistas. Que Deus possa confortar parentes e amigos neste momento de dor", lamentou Emanuel Pinheiro. 
 
Em 2015, como deputado estadual, Emanuel Pinheiro concedeu um Título de Cidadão Mato-grossense ao desembargador. 
 
 
TRAJETÓRIA
 
O desembargador Teomar de Oliveira Correia é maranhense de Codó (a 290 km de São Luiz, capital do Estado), onde iniciou seus estudos nos ensinos fundamental e médio, antes de mudar-se para o Rio de Janeiro, onde concluiu as faculdades de Jornalismo e de Direito.
 
Após a graduação em Direito, exerceu a advocacia por mais de 12 anos, sendo aprovado em diversos concursos públicos, entre os quais para os cargos de procurador autárquico, auxiliar legislativo da Assembleia do Estado do Rio de Janeiro e juiz de Direito em seu Estado natal. 
 
Ingressou na magistratura mato-grossense em 17 de dezembro de 1981, ao ser aprovado em concurso de provas e títulos. Atuou, inicialmente, nas Comarcas de Alto Araguaia e Alto Garças (distantes a 415 e 357 km da capital, respectivamente); jurisdicionando em seguida em Barras do Garças (500 km de Cuiabá).
 
Respondeu também pela Primeira Vara Criminal e pela Terceira Vara de Família da Comarca de Várzea Grande e, por último foi titular da Terceira Vara Cível da mesma comarca, onde estava lotado até sua eleição para integrar o Pleno do TJMT, em vaga aberta com a aposentadoria do desembargador Benedito Pereira do Nascimento. 
 
Teomar também é jornalista e trabalhou como repórter em diversos veículos de renome nacional, como O Globo, Correio da Manhã, Diário da Notícia. Já em Mato Grosso, ele foi articulista do jornal Folha do Estado, Diário de Cuiabá e A Gazeta.