Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(DF), Terça-Feira, 20 de Abril de 2021 - 20:19
01/03/2021 as 10:03:39 | Por Tácio Lorran, Metrópoles | 1633
Petrobras aumenta preços da gasolina e do diesel em até 5%
Esse é o nono reajuste seguido sobre a gasolina e o oitavo sobre o diesel. Novos preços começarão a valer nesta terça-feira
Fotografo: Michael Melo/Metrópoles
Petrobras

A Petrobras anunciou, nesta segunda-feira (1º/3), um novo reajuste sobre o preço de combustíveis vendidos às refinarias. A partir desta terça-feira (2/3), a gasolina sofrerá alta de R$ 0,1240 (4,7%) e o diesel, de R$ 0,1294 (5%).
 
Esse é o nono aumento seguido — o quinto somente neste ano — promovido pela Petrobras no valor da gasolina. Já o preço do diesel emplaca uma sequência de oito altas consecutivas.
 
Já o preço médio de venda do gás liquefeito de petróleo (GLP), também conhecido como gás de cozinha, passará a ser de R$ 3,05 por kg, refletindo um aumento médio de R$ 0,15 (4,9%).
 
A sequência de reajustes sobre os preços dos combustíveis, que tem incomodado sobretudo os caminhoneiros, foi usada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para justificar a saída do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco.
 
Atual comandante da Itaipu binacional, o general Joaquim Silva e Luna foi escolhido por Bolsonaro para presidir a petroleira. O mandato de Castello Branco se encerra no próximo dia 20.
 
Em nota, a Petrobras informou que os preços praticados têm como referência a paridade de importação e, dessa maneira, acompanham as variações do valor do produto no mercado internacional e da taxa de câmbio, para cima e para baixo.
 
A estatal ressaltou que os valores praticados nas refinarias são diferentes dos percebidos pelo consumidor final no varejo.
 
“Até chegar ao consumidor, são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis pelas distribuidoras, no caso da gasolina e do diesel, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores de combustíveis”, informou a empresa.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil