Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(MT), Sexta-Feira, 24 de Setembro de 2021 - 23:31
23/07/2021 as 10:21:17 | Por José Pena | 355
Nova variante da Covid-19 é ameaça à retomada?*
A má notícia é que a proliferação de casos pode dar margem a novas mutações do vírus
Fotografo: Fernando Martinho/Porto Seguro
José Pena, economista-chefe da Porto Seguro Investimentos

Ainda com baixa incidência no Brasil, a variante Delta da Covid-19 já é dominante em vários países (83% dos novos casos nos EUA, quase 100% na Inglaterra). Por ser altamente transmissível, tem gerado um aumento expressivo de novas infecções ao redor do mundo, alimentando o temor de uma interrupção no processo de reabertura da economia global nas próximas semanas.       
 
A má notícia é que a proliferação de casos pode dar margem a novas mutações do vírus. Porém, apesar de ser mais transmissível, não há evidências de que a variante Delta produza sintomas mais severos ou seja mais letal que as cepas anteriores. Outra boa notícia é que as vacinas disponíveis parecem ter boa eficácia contra essa variante, ao menos no que diz respeito a episódios mais graves da doença. 
 
Embora preocupante, o avanço de novos casos de Covid-19 no mundo não é, por enquanto, razão para um maior pessimismo quanto à retomada econômica, ainda que a velocidade desse processo deva ser inevitavelmente reduzida. Enquanto as vacinas se mostrarem eficazes para evitar maiores complicações com a doença, os sistemas de saúde não devem ficar sobrecarregados, reduzindo a necessidade de maiores restrições à atividade econômica e de medidas mais severas de afastamento social. 
     
Sendo assim, levando em conta toda a cautela necessária quanto à evolução dessa terrível crise de saúde global, é possível manter um certo otimismo com a continuidade da recuperação econômica, ainda que sujeita a alguns solavancos. O avanço da variante Delta reforça ainda mais a importância do processo de vacinação.   
 
* José Pena, economista-chefe da Porto Seguro Investimentos
 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil