Fotografo: Marlene Bergamo/Folhapress
...
A transferência foi determinada pela Justiça Federal de Curitiba

Por 10 votos a 1, o STF (Supremo Tribunal Federal) suspendeu na tarde desta quarta-feira (7) a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de Curitiba para Tremembé, no interior de São Paulo, atendendo pedido da defesa. 
 
A transferência foi determinada pela Justiça Federal de Curitiba nesta quarta pela manhã. Horas depois, a Justiça de São Paulo determinou que ele ficaria na penitenciária de Tremembé. 
 
Com o julgamento do STF, Lula permanecerá em Curitiba até o julgamento de um habeas corpus em que a defesa aponta a suspeição do ex-juiz Sergio Moro, alegando que ele não atuou de forma imparcial no processo do triplex do Guarujá, no qual Lula foi condenado.
 
O julgamento do pedido da defesa de Lula no STF começou após o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, definir que o relator do caso deveria ser Edson Fachin, que é relator da Lava Jato.
 
Após Fachin anunciar que concordava com a suspensão da transferência e com o direito de Lula ficar em uma sala de Estado Maior, outros nove ministros seguiram seu voto.