Fotografo: Divulgação
...
Deputado José Riva arrola ex-colegas como beneficiários nas propinas oriundas dos governos

Tudo o que se pensava bem antes, começou a acontecer. O ex-presidente da Assembleia legislativa do Mato Grosso, José Riva finalmente começou abrir a boca, por a "boca-no-trombone". Não é segredo para ninguém que ele é o único que sabe muito sobre tudo o que rolou nos últimos 25 anos dentro da Assembleia Legislativa. "Se o deputado José Riva 'roubou' como tantas acusações na Justiça lhes foram feitas, não é segredo para ninguém que, 80% do dinheiro recebido por ele foi compartilhado com milhares de pessoas em Mato Grosso, isso é fato, de ‘picolezeiros’ a prefeitos recorriam a Riva no passado, ele era tido como o salvador da patria de milhares de pessoas do estado todo", disse a fonte M. J. S. A., para a "SBC em MT" que pediu para ter sua identidade resguardada nos termos do que ampara a lei de imprensa.

Por outro lado, o primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf (PSDB), que também foi presidente da Casa classificou como “mentiroso” o ex-presidente do Legislativo, José Riva, que denunciou um suposto recebimento de “mensalinho” por parte de uma série de deputados de Mato Grosso.

De acordo com Maluf, as acusações de Riva possuem a intenção de “enlamear” o Poder Legislativo.

Maluf foi o primeiro deputado a ser citado por José Riva como um dos beneficiários dos valores milionários que os governos de Dante de Oliveira, Blairo Maggi e Silval Barbosa supostamente passavam para a maioria dos parlamentares estaduais para conseguir o apoio dos mesmos na Assembleia Legislativa - prática esta que virou cultura no Mato Grosso e no Brasil tanto nas esferas municipais, estaduais e até federais, o que falta é investigação com eficiência por parte do Ministério Público, da Justiça e da Polícia Federal.

A acusação de Riva foi feita no reinterrogatório da ação penal derivada da Operação Imperador, que ocorreu na tarde da última sexta-feira (31). A audiência foi conduzida pela juíza Selma Arruda, da Vara Contra o Crime Organizado da Capital. Além de Maluf, Riva também citou outros 33 deputados.

“O ex-deputado Riva está sendo mentiroso quando faz esse tipo de declaração. Ele está querendo medir todos os deputados com a régua dele. Quer enlamear a Assembleia de Mato Grosso, no momento difícil da vida dele, em que ele foi condenado a 20 anos de prisão”, disse Maluf, em entrevista ao MidiaNews.

Para Maluf, o ex-deputado também fez tais acusações com o objetivo de “dividir uma eventual culpa” com os demais parlamentares que passaram ou que ainda têm mandato no Legislativo.

“Para mim, ele está querendo se beneficiar daquela teoria de dividir culpa. Nem os deputados que estavam na Mesa Diretora com ele, como o Sergio Ricardo, Mauro Savi, reconhecem que deram algum tipo de benefício para os parlamentares”, afirmou.

Maluf disse ainda que, “Se o Riva teve algum benefício concedido por Blairo, por Dante, isso acabou ficando pra ele. Pelo menos no tempo em que eu estive na Assembleia com ele”, disse Maluf.

Atraso no Poder Legislativo de MT

“Acho que ele foi um deputado que atrasou o Poder Legislativo por 20 anos. O Legislativo de Mato Grosso realmente ficou com uma imagem muito ruim. Não acredito que houvesse ‘mensalinho’, tal como ele afirmou”.

“Mesmo porque essas contas da AL foram avaliadas, aprovadas. Enfim, vejo que é uma pura ação para poder diluir a culpa dele com os demais deputados. Com certeza é um ato de desespero. Ele sequer apresentou provas”, disse Maluf.

Ação na Justiça

Maluf não descartou acionar o ex-deputado Riva na Justiça em razão das declarações prestadas.

Segundo Maluf, a ação poderá ser inclusive, feita em conjunto por todos os deputados citados.

“Da forma como ele está querendo atirar lama nos deputados, os parlamentares vão se posicionar, obviamente, da forma como acharem melhor. Ainda não conversei com os deputados. Não sei se será um posicionamento coletivo ou não”, disse.

“Acho que o ex-deputado está se utilizando de um pronunciamento como esse para tentar ficar bem com a Justiça ou conseguir benefícios na Justiça”, concluiu Maluf.

ACUSAÇÕES GRAVES

O ex-deputado estadual José Riva revelou que os governos do falecido Dante de Oliveira, do atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP) e de Silval Barbosa (PMDB), pagavam propinas milionárias para deputados, no intuito de ter o apoio deles na Assembleia Legislativa.

Entre os anos de 2005 a 2008, segundo Riva, o governo de Blairo teria repassado um total de R$ 37,5 milhões a boa parte dos deputados na época. Para executar os repasses ilegais, de acordo com Riva, o Executivo suplementava os valores que deveria repassar ao Legislativo.

"Nesse período [2003 a 2004] foram movimentados R$ 1,1 milhão. Em 2005 aumentou para R$ 3,4 milhões. Em 2006 foram R$ 6 milhões. Em 2007, quando era presidente o Sérgio Ricardo, R$ 12 milhões. Em 2008, R$ 15 milhões", disse Riva, que foi ex-presidente da Assembleia por vários mandatos.

DEPUTADOS DENUNCIADOS

Não é segredo para ninguém, nem para inocentes que José Riva é o único que sabe de tudo e pode revelar como funcionava a corrupção nestes anos, a menos que ele tenha medo de revelar.

Na audiência, ele citou nomes de 34 supostos beneficiados por propina. Além de Sérgio Ricardo estão na lista: o ex-deputado e ex-governador Silval Barbosa; o ex-deputado e atual conselheiro afastado do TCE, Sérgio Ricardo; os deputados Mauro Sávi, Dilceu Dal Bosco, Pedro Satélite, Zé Domingos, Guilherme Maluf, Gilmar Fabris, Wagner Ramos, Adalto de Freitas e Sebastião Rezende; o ex-deputado e atual secretário adjunto da Casa Civil, Carlos Brito; o ex-deputado e atual conselheiro do TCE, Campos Neto; os ex-deputados Nilson Santos, Airton Português, Eliene Lima, Maksuês Leite, Ademir Bruneto, João Malheiros, Zeca D'Ávila, Nataniel de Jesus, Antônio Brito, José Carlos de Freitas, João Malheiros e Renê Barbour; o ex-conselheiro do TCE Alencar Soares; o ex-deputado e ex-secretário de Educação, Carlão Nascimento; o ex-deputado e ex-prefeito de Várzea Grande, Wallace Guimarães; o ex-deputado e ex-prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz; o ex-deputado e ex-conselheiro do TCE, Humberto Bosaipo; o ex-prefeito de Sinop, Juarez Costa; o ex-deputado e ex-prefeito de Cuiabá, Chico Galindo; a ex-deputada e ex-vereadora Chica Nunes e o já falecido ex-deputado Walter Rabello.

Veja as imagens no Slidshow dos deputados acusados por propinas pelo ex-deputado José Riva... Logo Mais