Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(DF), Terça-Feira, 20 de Abril de 2021 - 18:48
31/03/2021 as 13:24:16 | Por Secom | 625
Importância da assistência fisioterapêutica e jornalismo na pandemia são debatidos na Tribuna Livre
A Tribuna Livre foi utilizada por dois profissionais de diferentes atividades para tratar de temas relacionados às consequências da pandemia
Fotografo: Secom Câmara Municipal de Cuiabá
A Tribuna Livre foi utilizada por dois profissionais de diferentes atividades

A convite da vereadora Michelly Alencar, a presidente do COFFITO-MT (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional) Ingridh Farina da Silva, discorreu sobre a importância da presença de fisioterapeutas nas equipes de atendimento das UPAs (Unidade de Pronto Atendimento).
 
Para ela, o trabalho de fisioterapia pode ser realizado tanto durante o período de internação, quanto na busca pela recuperação plena após a alta hospitalar. “E não só na ajuda no processo de ventilação mecânica, mas também com exercícios para músculos específicos, tendo em vista que a intubação é um processo bastante complexo, e a fisioterapia ajuda a facilitar o tratamento”, pontuou.
 
Em conversa com a vereadora Michelly, chegou-se à conclusão que uma boa alternativa seria apresentar um projeto de Lei obrigando a prefeitura a incluir o profissional da fisioterapia nas equipes das UPAs que atendem 24 horas. A vereadora anunciou que vai entrar com um projeto nesse sentido na próxima sessão, até porque a fisioterapia vai propiciar um melhor tratamento em diversas outras situações. Além disso, explicou a presidente que “a fisioterapia vai diminuir a necessidade de UTI”.
 
O vereador Marcus Brito trouxe para a Tribuna Livre o presidente do Sindjor (Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso), Itamar Perenha, que mostrou um fato que pode ser considerado uma grande surpresa. É que os profissionais de externa da imprensa foram considerados grandes disseminadores do vírus, por um estudo realizado pela universidade da cidade gaúcha de Pelotas.
 
Por isso, o Sindjor ingressou com um pedido ao Governo do Estado para que esses profissionais sejam incluídos na categoria de prioritários na fila da vacinação. São os repórteres que fazem a cobertura diária nas ruas e em outros locais fora das salas de redação. Com eles estão os cinegrafistas, fotógrafos, produtores e motoristas.
 
O vereador Marcus Brito encerrou dizendo que esses profissionais desempenham um trabalho essencial para a sociedade democrática, levando as notícias até as casas e locais de trabalho, mantendo a sociedade bem informada.
 
Secom Câmara Municipal de Cuiabá




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil