Fotografo: Da Assessoria
...
O vereador Gidenor Anselmo de Menezes (PTB), o Gordo do Goiano rebate graves acusações caluniosas publicadas por Calistro Lemos

Eraldo de Freitas
 
O vereador que esteve preso sob acusação por suposto envolvimento com tráfico de drogas em Várzea Grande, em 19 de novembro do ano passado, e liberado da prisão por ter mais que 60 anos, e pertencer ao grupo de risco, o Calistro Lemos (DEM), deixou vazar áudio, em que acusa de forma injuriosa e caluniosa o seu colega de Câmara, Gidenor Anselmo de Menezes (PTB), o Gordo do Goiano, de suposto enriquecimento na vida pública; De acordo a redação da página online, no texto, o parlamentar acusou o seu colega Gordo do Goiano de “Roubar as coisas da merenda escolar pra vender”;
 
Entenda melhor a pendenga...
 
Na manhã desta sexta-feira (07/08), o veredor, popular Gordo do Goiano (PTB), foi rechaçado por uma nota injuriosa, caluniosa, veiculada por uma página online da cidade, que trazia o seguinte título: Nota de vereador dá conta que colega virou “Supra-sumo” dos mercados em VG"
 
 
Não há ninguém que tire da cabeça do Vereador, Calistro Lemes do Nascimento (DEM), que a ascensão meteórica empresarial do colega Vereador Gordo de Goiano (PTB), possui fortes elementos questionáveis e pelo entendimento de Calistro, seu colega tornou-se o supra-sumo, ou seja, o “rei dos mercados” na cidade de VG, pelo menos foi isso que ficou clarividente em um áudio que o site "...." teve acesso, onde Nascimento coloca que a Vereança fez muito bem ao colega parlamentar, comparando como um toque de “midas”. Na contabilidade de Nascimento, Goiano  já  possu 04 estabelecimentos comerciais. Num trecho inaudível e fora de contexto Calistro expõe, “Roubar as coisas da merenda escolar pra vender”. Com a palavra “Gordo de Goiano”.
 
Este foi o texto trazido pela a página online. Diante do conteúdo calunioso e injurioso veiculado, de responsabilidade do autor da publicação, procuramos o parlamentar para saber da veracidade das acusações.
 
Fizemos contatos com o vereador, de pronto fomos recebidos pelo o Gidenor Anselmo de Menezes (PTB), o "Gordo do Goiano" em sua residência, que até então, não gosta muito de mídia na imprensa. 
 
Questionamos o, se realmente ele é proprietário de quatro supermercados na cidade, conforme dá conta a nota publicada pela página online?
Segundo o parlamentar, "Não é verdade. Inclusive eu também fui surpreendido com a notícia, eu não tenho supermercado, nunca tive supermercado, o supermercado Dois Irmãos são três lojas de propriedade dos meus dois filhos há vários anos que atuam no ramo", rebateu Gordo do Goiano.
 
Questionado sobre a trajetória do sucesso dos filhos para virar grande empresários do ramo varejista de secos e molhados,  Gordo do Goiano disse, que "A primeira lojinha começou no Jardim Glória I, é do meu filho, anos depois, os dois irmãos se uniram; viemos do ramo de oficina mecânica, muitos anos a trás, eles trabalharam muito, e trabalham até hoje, sempre pautam trabalhar de forma correta, hoje graças ao trabalho de forma correta e honesta, dentro dos padrões que exigem as normas do ramo, os dois filhos hoje são empresários e possuem três lojas de supermercados na cidade e não quatro como declarou Calistro", declarou Gordo do Goiano.
 
Perguntado se as empresas já haviam lhe pertencido no passado, antes de ingressar na política, e como foi a trajetória das conquistas destes supermercados, Goiano respondeu que, "Tudo começou com um pequeno supermercado no Jardim Glória I, depois, venderam e compraram no Jardim Paula, quando passou a se chamar Dois Irmãos devido a constituição da sociedade, do sucesso da união dos dois, depois venderam a loja do Jardim Paula e compraram um prédio onde era o Supermercado São Paulo (lá no Bairro São Mateus), e há um ano a trás, compraram o supermercado 'Bom na Compra', declarou o parlamentar.
 
O vereador Calistro também fez outra acusação pesada sobre Gordo do Goiano: “Roubar as coisas da merenda escolar pra vender”... Questionamos sobre esta acusação, disse que o vereador Gordo do Goiano que, "Também fui surpreendido com esta calúnia, declaração sem fundamento, dada por Calistro, ele foi muito infeliz por estas calúnias, por suas declarações, pois, meus filhos nunca tiveram nenhum tipo de negócios com as prefeituras de Várzea Grande, nem de Cuiabá, nem de Livramento, nunca venderam nada para nenhuma prefeitura. Eu nunca quiz vender nada, até por que eu não tenho mercadorias para vender, nem merendas escolares, e sim, meus filhos; Não tenho caminhão e nem ônibus alugado para nenhuma prefeitura, nunca aceitei usar minha influencia política, como vereador para trampolim financeiro; Inclusive a minha orientação dadas aos meus filhos é a seguinte: de nunca eles fazer vendas para prefeituras em face do meu cargo público, nem mesmo pleitear licitação - mesmo que fosse de forma regular de acordo a legislação das licitações, pois sem vender, já estão me fazendo calúnias, me difamando injustamente, imagine que eu usasse meu cargo político para vender, alugar as coisas para a prefeitura?", disse o vereador.
 
"Não tenho nada contra o vereador Calisto, ele foi denunciado por suposto envolvimento com o tráfico de drogas, devido a sua prisão, ao que pese as acusações, tentaram lhe tirar seu mandato, e ele sabe muito bem que Eu fui contra o seu afastamento por quebra de Decoro, em face, ao que pese suas acusações na Justiça, pois em meu entendimento, o afastamento de um eleito só compete a quem nele votou, através das urnas", esclareceu.
 
"E que fique bem esclarecido, não sou dono de supermercado, e sim, meus filhos... Vou para reeleição, vou para o embate, e agora que vou trabalhar dobrado em benefício dos meus amigos eleitores", finalizou.
 
Até o fechamento desta edição, tentamos contatos via celular com o vereador Jânio Calistro, para falar, nos subsidiar quanto suas declarações ao site, mais não atenderam nenhuma das duas ligações. O espaço fica aberto para Jânio Calistro contrapor ou falar sobre as acusações feitas ao colega de Câmara.
 
CALISTRO RETRATA...
Sábado (08/08/2020)
 
Diante da proporção dos fatos, na manhã deste sábado (08), o vereador Calistro Lemos (DEM), ouvido pela Reportagem do Portal "MT de Fato" (da eficiente jornalista Elisangêngela Neponuceno), ouvido sobre a polêmica, o parlamentar tornou público seu Pedido de Desdulpa ao vereador Gordo do Goiano.
Título: Calisto se retrata e afirma que conversa gravada ilegalmente tem o intuito de prejudicá-lo