Fotografo: Mayke Toscano/Secom-MT
...
Após o lançamento da operação na Praça Brasil, uma das equipes seguiu até a MT-130

A Operação Salutem, desencadeada na quinta-feira (26.09) em Rondonópolis, visa combater ilícitos nas rodovias estaduais e federais. A ação, que conta com a Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Politec, Detran, Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), deve prosseguir até o fim de semana.
 
“A Região Sul compreende 18 municípios e tem duas faixas de divisa com Goiás e Mato Grosso do Sul, além de uma extensa área rural, o que facilita crimes, como o tráfico de drogas, roubo e furto de cargas, gado, defensivos agrícolas. Essa operação é importante e necessária para fortalecer ações ostensivas nessas divisas e na área rural, levando levar mais segurança para essa região”, explicou o comandante do Comando Regional 4 (Rondonópolis), coronel PM Wilker Sodré.
 
Após o lançamento da operação na Praça Brasil, uma das equipes seguiu até a MT-130, na região conhecida como Chapéu de Palha, onde fiscais do Indea e da Sefaz fiscalizaram as notas fiscais dos caminhões que lá passaram.
 
O responsável pela barreira volante móvel do Indea, Átila Ocampos, avalia que a parceria entre o Instituto de Defesa Agropecuária e a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) é importante por trazer mais segurança aos fiscais, pois a Polícia Militar é quem inicia a abordagem nos veículos.
 
“As barreiras móveis otimizam os trabalhos nos postos e essa ação integrada é necessária. A gente ainda sempre pega muita irregularidade na questão dos agrotóxicos, parte de animais, muita madeira irregular”.
 
O borracheiro Paulo Sérgio de Oliveira diz que a ação de fiscalização deve ser constante nas rodovias e denuncia que na região ocorre muitos irregularidades.
 
“Os caminhões passam mesmo pelas estradas de chão vindo de Juscimeira, constantemente. Aqui é um lugar que precisa mesmo, acho errado eles tirarem as placas dos caminhões, e a gente vê isso, não sei se é pra fugir da balança ou se tem outro motivo”.
 
Criminalidade em queda
 
O coordenador do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), tenente-coronel PM Siziéboro Elvis, que participou do primeiro dia de operação representando a Secretaria Adjunta de Integração Operacional, comenta que a regional de Rondonópolis obteve resultados positivos na redução da criminalidade de janeiro a agosto de 2019, comparado ao mesmo período do ano passado.
 
Houve redução de 28% nos casos de roubos, 5% de furtos e 75% nos latrocínios. Os homicídios no mesmo período foram equivalentes, 46 casos.
 
Contudo, o que mais chama atenção é o aumento de 193% nas apreensões de drogas na Risp de Rondonópolis. Foram 1,6 toneladas de entorpecentes aprendidos contra 569 quilos no mesmo período no ano anterior.
 
“Essas reduções nos índices de criminalidade se deve a um trabalho de análise criminal, atuação técnica e integrada das forças de segurança. Com relação às apreensões de drogas, se deve ao trabalho conjunto de inteligência da PM, PJC, PRF e Polícia Federal. Essa parceria faz com que consigamos dar resposta necessária para que a população de espera na região Sul”, destacou o coordenador do Ciosp.