Fotografo: Reprodução
...
Eduardo Bolsonaro fala no plenário

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou nesta 3ª feira (17.set.2019) que a revista Época cometeu “um crime premeditado” ao divulgar uma reportagem sobre sessões de coach comandadas por sua mulher, Heloísa. “Um erro não dura um mês”, disse.
 
Eduardo subiu à tribuna acompanhado de diversos colegas em sinal de apoio. A cúpula bolsonarista tem usado as redes sociais para se manifestar contra a revista desde a divulgação da reportagem, na última 6ª feira (13.set). “O objetivo da revista Época nunca foi prestar 1 serviço à sociedade”, disse. “O único pecado [de Heloísa] foi ser casada comigo.”
 
O filho do presidente Jair Bolsonaro afirmou que este episódio não se trata de uma perseguição à imprensa. “Seguiremos defendendo as liberdades, mas jamais aceitaremos injustiças. Há leis, regras, normas, e há os costumes. Não usamos a família para atingir adversário.”
 
 
Eduardo afirmou ainda que a mulher está traumatizada e teme continuar seu trabalho. A psicóloga fazia atendimentos pela internet em que prestava serviços de coach.
 
“Isso não foi um engano. Não é possível que após 5 sessões, um mês inteiro, venham a público dizer que foi um equívoco. Não contem com minha paciência para um caso como esse. E que sirva de exemplo para todos que não queiram seguir a regra do jogo”, afirmou.
 
O grupo Globo afirmou que a reportagem foi um equívoco. A cúpula do veículo pediu demissão nesta 3ª.