Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(MT), Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2021 - 03:31
01/11/2019 as 12:26:27 | Por Rafael Costa Rocha | 819
AL convoca secretários para esclarecer situação do VLT
Obra está paralisada e não há previsão de retomada para conclusão
Fotografo: Mayke Toscano/ Secom-MT
VLT

A Assembleia Legislativa aprovou o requerimento nº 738/2019, de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB), que convoca autoridades estaduais a comparecer no dia 11 de novembro, às 8h30, para prestar esclarecimentos a respeito do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). As explicações serão dadas no auditório Milton Figueiredo, localizado na sede do Legislativo.
 
Foram convocados para explicação os secretários estaduais Rogério Gallo (Fazenda) e Marcelo Oliveira (Infraestrutura e Logística), o controlador-geral do Estado, Emerson Hideky Hayashida, o chefe do escritório de representação de Mato Grosso em Brasília, Carlos Fávaro, e o procurador do Estado Lucas Schiwinden Dallamico. Ainda foi convidado a comparecer algum representante da Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, vinculada ao governo federal.
 
A decisão do deputado Wilson Santos de cobrar esclarecimentos públicos se deve às declarações do governador Mauro Mendes (DEM) de que precisaria de um ano de mandato para tomar uma decisão a respeito do VLT.
 
O modal de transporte foi planejado no período anterior à participação de Cuiabá na Copa do Mundo de 2014. Inicialmente orçado em R$ 1,477 bilhão, as obras não foram concluídas e até o momento não há nenhuma perspectiva de que possam ser retomadas após mais de 4 anos de paralisação.
 
O estado, na gestão do ex-governador Silval Barbosa, comprou, em valores estimados em R$ 500 milhões, vagões do VLT que seguem inutilizados. No total, foram 40 comboios, cada um composto por sete vagões.
 
Desde o debate inicial para sua implantação, o VLT é considerado uma das apostas para gerar melhor qualidade aos usuários do transporte coletivo. O projeto prevê duas linhas de trajeto, sendo uma cumprindo o trecho Coxipó-Centro e a outra CPA-Aeroporto. (Rafael Costa Rocha, ALMT)




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil