Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(MT), Segunda-Feira, 14 de Junho de 2021 - 07:10
13/05/2021 as 10:09:46 | Por Secom/VG / Kátia Passos | 437
Secretaria lança Cartilha para Imigrantes e projetos de mercado de trabalho e de práticas esportivas
Os projetos objetivam orientar sobre a não exposição de crianças nos semáforos, oportunizar capacitação profissional e incentivo aos esportes
Fotografo: Secom/VG
Hazama, afirmou que o município de VG tem ampliado políticas públicas voltadas para o setor social

A partir de hoje não será mais permitida a presença de crianças e adolescentes - ainda que acompanhadas pelos pais ou parentes próximos - em avenidas, paradas ou cruzamentos de semáforo, no município de Várzea Grande. O alerta foi feito pela Secretária de Assistência Social, Eliamara Araújo, durante o lançamento da “Cartilha educativa sobre a Não exposição de crianças e adolescentes no semáforo”. Embora o trabalho seja permitido para adolescentes de 16 a 18 anos – por meio do Programa Jovem Aprendiz - há restrições legais quanto às atividades realizadas por menores que ainda não atingiram essas faixas etárias.
 
“A ideia de lançarmos a Cartilha foi justamente em função da quantidade de pessoas, imigrantes ou não, nas ruas realizando atividades informais na companhia de crianças, que deveriam estar estudando. O manual, que a princípio está sendo direcionado aos imigrantes que estão morando na cidade, a exemplo de haitianos e venezuelanos, foi elaborada na escrita das línguas portuguesa e espanhola para facilitar o entendimento das normativas e da legislação sobre o sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente no Brasil”, informou a secretária. 
 
Eliamara Araújo disse que a gestão do prefeito Kalil Baracat está focada na ampliação da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente e que todos os trabalhos serão feitos no sentido de diminuir ao máximo essa realidade da exposição de menores, existente em todo o país. Mas para que essa iniciativa tenha sucesso, é preciso também proporcionar condições para que os estrangeiros possam ser inseridos no mercado de trabalho.
 
O vice-prefeito, José Hazama, afirmou que o município de Várzea Grande tem ampliado políticas públicas voltadas para o setor social e que muitos projetos estão sendo colocados em prática e com resultados positivos. “O prefeito Kalil Baracat está dando continuidade aos projetos da gestão anterior e ampliando ainda mais os trabalhos neste setor, e quem ganha com isso é a população da cidade, que está tendo investimentos em todas as áreas”.
 
O município firmou parceria com o Sistema S (Conjunto de Organizações das entidades corporativas voltadas para o treinamento profissional), Câmara de Dirigentes Lojistas de Várzea Grande, Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio/MT), e demais entidades do sistema privado para a efetivação do projeto “Emprego Solidário’, também lançado nesta manhã.
 
O gerente da unidade Senai Várzea Grande, Helton Reis, disse que a instituição está aberta à parcerias de serviços em prol dos várzea-grandenses e também daqueles que aqui vieram morar. “Temos uma variedade de cursos profissionalizantes e estaremos também os disponibilizando aos estrangeiros para que possam se capacitar, em uma área de afinidade, e posteriormente, serem inseridos ao mercado de trabalho. O Senai também está disponibilizando ao município 400 vagas para a educação de jovens e adultos”, comunicou.
 
O representante do Comitê de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, Ederlipes Pinheiro Freitas Júnior, elogiou a iniciativa da Prefeitura Municipal em resguardar as crianças com projetos de alcance social e proporcionando diretrizes para que a família possa ter emprego e renda a partir da capacitação profissional. “É muito importante esse trabalho de orientação desenvolvido no município para garantir que as crianças estejam em um ambiente seguro. É preocupante o número de jovens vítimas de tráfico de pessoas e que acabaram sendo feitos reféns para trabalho escravo e de outras ordens em países desconhecidos”, destacou.
 
Já o vereador Ícaro Reveles comentou que Várzea Grande está sendo modelo para outras cidades do Estado com medidas atuantes e efetivas no programa de proteção à criança e ao adolescente. “Esta gestão tem realizado importantes trabalhos na assistência social e a distribuição da Cartilha e do projeto de inserção do imigrante no mercado de trabalho vem ao encontro a uma realidade existente em nosso município. A Câmara Municipal enaltece essas iniciativas e será parceira das ações”.
 
Para o Comandante da Regional II da Polícia Militar, Wankley Correa Rodrigues, esses projetos idealizados pela Secretaria de Assistência Social com certeza irão diminuir a ação da Polícia Militar e também da Guarda Municipal, uma vez que a equipe da Prefeitura estará fazendo a conscientização das famílias que, por um motivo ou outro, estão nas ruas. “Compreendemos que os estrangeiros que deixaram o seu país tiveram razões para isso, porém é preciso que saibam que nós temos a nossa legislação e que eles precisam se adequar a elas para que não tenham problemas”.
 
MAIS PROJETOS:  A Guarda Municipal, em parceria  com a Secretaria de Assistência Social, desenvolve várias atividades para as crianças e os adolescentes de bairros carentes do município. O projeto “Transformar” tem por objetivo tirar as crianças da rua com o incentivo de prática de esporte, oferecendo aulas de artes marciais, como Judô e Jiu-Jitsu.
 
Para o comandante da Guarda Municipal, Alisson Baracat, ofertar atividades complementares à escola, aliada à inserção social e ao acompanhamento da evolução motora de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, é mais uma das estratégias adotadas pela Guarda Municipal.
 
Neste propósito, o projeto “Transformar” será mais um incentivo à mudança de comportamento de jovens que estão na ociosidade. “A prática de artes marciais desenvolve a autodefesa, melhora a concentração, a disciplina, a coordenação motora e a respiração. Também auxilia na socialização da criança e adolescente ao convívio familiar e social, além de oportunizar várias experiências dentro da modalidade esportiva. Quem sabe não desperta e nasçam novos campeões, a exemplo do subcomandante Alexander, bicampeão mundial de Jiu-Jitsu, e que representa muito bem o município de Várzea Grande nesta modalidade”, finalizou o comandante Baracat.
 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil