Fundado pelo jornalista e CEO, Eraldo de Freitas
Aos 14 de abril de 2006

Fale Conosco
(65)993430927

Várzea Grande(MT), Domingo, 21 de Abril de 2024 - 20:49
Moeda
Dólar - BRL 5.2036
Libra - BRL 6.4809
Euro - BRL 5.6063
Bitcoin - BRL 209250,95

04/03/2024 as 18:41:11 | por G1 |

Prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro é afastado do cargo pela Justiça

Afastamento por 180 dias foi determinado pela Justiça de MT após pedido do Ministério Público.

Fotografo: Secom/Luiz Alves
...
Emanuel Pinheiro é investigado por esquemas de desvio na Secretaria de Saúde de Cuiabá.
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, foi afastado do cargo pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) sob a acusação de organização criminosa. Ele é investigado por suspeita de envolvimento em esquemas de desvio na Secretaria Municipal de Saúde, apontou o Ministério Público de Mato Grosso (MPMT), nesta segunda-feira (4).
 
À reportagem a assessoria do prefeito informou que ele já foi notificado e oficialmente afastado do cargo. É a segunda vez que ele é afastado da função.
 
“É um inquérito que não houve sequer notificação prévia, nunca foi ouvido a respeito dessa situação. Foi pego de surpresa. O prefeito da capital afastado por 180 dias de surpresa. Os processos judiciais não admitem mais surpresas”, disse o advogado de Emanuel Pinheiro, Francisco Anis Faiad.
 
A decisão foi tomada pelo desembargador Luiz Ferreira da Silva, após pedido do Ministério Público e determina o afastamento por 180 dias (seis meses).
 
De acordo com o TJ, o prefeito tem prazo de 15 dias para recorrer.
 
Segundo a decisão, além do prefeito, o ex-secretário de Saúde Célio Rodrigues, o ex-secretário adjunto de Saúde Milton Corrêa e o assessor executivo da Secretaria de Governo Gilmar Cardoso também são investigados.
 
O advogado de defesa do ex-secretário Célio Rodrigues, Ricardo Spinelli informou que também vai se inteirar do processo para tomar as providências cabíveis e que vai se manifestar nos autos. Ele disse ainda que Célio deve ser colocado à disposição da Justiça, sempre que convocado.
 
Ainda conforme o documento, as investigações começaram no dia 15 de fevereiro, quando foi identificado que os agentes públicos repetiram ações que foram alvo da Operação Capistrum - investigação que também revelou a estrutura de uma organização criminosa na Secretaria de Saúde em 2021.
 
As práticas criminosas foram confirmadas a partir de “inúmeras e reiteradas infrações penais que foram objeto de várias operações que recaíram no âmbito da Secretaria de Saúde de Cuiabá”, diz outro trecho do documento.
 
A decisão ainda destaca as várias operações de investigação conduzidas na Secretaria de Saúde, que revelaram indícios de fraude no sistema financeiro municipal:
 
Operação Sangria – em que foi identificado um rombo de aproximadamente R$ 2 milhões;
 
Operação Curare – com um prejuízo de cerca de R$ 100 milhões;
 
Operação Capistrum – apresentou um desvio de R$ 16.500.650,00;
 
Operação Palcoscenico – também apontou fraude em torno de R$ 730.954,43;
 
Operação Hypnos – foram R$ 3.200.00,00 desviados;
 
Operação Smartdog – identificou o desvio de R$ 5.160.708,45;
 
Operação Overpay – o prejuízo foi de R$ 25.923.600,00;
 
A decisão confirmou que a maioria dos desvios teria ocorrido através da contratação de empresas para prestação de serviços sem licitação. Um exemplo disso foi o ‘Caso Family’, que investigou a contratação da empresa de propriedade de Milton Corrêa, no valor de R$ 5,1 milhões.
 
A decisão também apontou um caso de superfaturamento na contratação de serviços de tecnologia, no valor de R$ 52 milhões. Além disso, houve prejuízos de aproximadamente R$ 800 milhões na contratação de uma empresa para informatizar as unidades de saúde.
 
Segundo o relatório, os desvios totalizam cerca de R$ 1,2 bilhão, conforme confirmado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).
 
A Justiça também determinou que o prefeito afastado não pode manter contato, de forma direta ou indireta, com servidores e agentes públicos municipais, especialmente Célio Rodrigues, Milton Corrêa e Gilmar Cardoso, ou seus familiares. Além disso, ele está proibido de frequentar as dependências e órgãos da Prefeitura de Cuiabá.
 
Os demais envolvidos também devem se manter afastados da Prefeitura, dos órgãos municipais, e não devem manter contato entre si ou com Emanuel Pinheiro. Além disso, estão impedidos de ocupar cargos públicos.
 
Afastado pela segunda vez
 
Em outubro de 2021, a Justiça determinou o afastamento de Emanuel Pinheiro após uma investigação constatar que ele estava envolvido em uma suposta organização criminosa, voltada para contratações irregulares de servidores temporários na Secretaria Municipal de Saúde.
 
Na época, as investigações indicaram que a maioria das contrações foram feitas para atender os interesses políticas do prefeito. Na época, o chefe de gabinete da prefeitura, Antônio Monreal Neto, teve a prisão temporária decretada.
 
Após entrar com recurso na Justiça, ele retornou ao cargo no mês seguinte.
 
 
Fonte: G1

Este Portal de Notícias é uma publicação da SBC do Brasil - Agência de Notícias com o CNPJ 12.912.695/0001-67, e trata-se de uma empresa de direitos privados na área da Comunicação. INFORMAMOS a quem interessar possa, que, Todo e Qualquer Conteúdo e Imagens aqui publicados, exibidos neste portal de notícias e nesta página são de nossa inteira e total Responsabilidade.
A empresa franqueadora desta Plataforma ou a Cessionária da Rede não possuem nenhuma relação de Responsabilidade JURÍDICA para com as nossas matérias, artigos ou outras publicações. Caso haja alguma dúvida em detrimento a esta matéria ou outro conteúdo entre em Contato com a direção de nossa empresa através do E-mail 0 ou de nosso WhatsApp (65)993430927
COMO ENVIAR CONTEÚDOS
OUTROSSIM: Caso queira nos enviar qualquer conteúdo jornalístico, ele deve vir assinado por um jornalista ou o seu Autor e a(s) IMAGEM(ENS) deve estar com uma Autorização por Escrito por parte do Fotografo Autor da MESMA - Autorizando o USO (da publicação da mesma), pois, aqui respeitamos as Leis brasileiras e a Lei dos Direitos Autorais nacional e internacional.

Copyright© Todos os direitos reservados Rede SBC do Brasil - 2006 a 2918

Sites e Notícias em rede - se trata de um projeto patentiado no INPI

SBCW - Tecnologia web Agência digital