Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(DF), Quinta-Feira, 06 de Maio de 2021 - 09:02
16/04/2021 as 10:16:11 | Por Liz Brunetto | 250
PM desmonta esquema de tráfico e golpes pela OLX em VG
Membro de facção recebia dinheiro da venda e tinha central de golpes pelo aplicativo
Fotografo: PMMT
Viaturas da Policia Militar

Uma quadrilha composta por cinco homens e duas mulheres foi presa na noite de quinta-feira (15) com drogas enterradas no quintal de uma casa em Várzea Grande. Um integrante de facção era responsável por receber o dinheiro das vendas. Além do tráfico, ao menos um integrante do grupo aplicava golpes pela internet.
 
De acordo com o boletim de ocorrência, a equipe realizava rondas no centro da cidade quando viu um casal suspeito. 
 
Durante a abordagem, foram encontrados R$ 3 mil, cuja procedência o casal não soube explicar. 
 
Os policiais perceberam que dentro de uma residência um grupo de pessoas tentava fugir pelos fundos. 
 
A equipe ainda viu quando um deles tentou jogar um saco preto por cima do muro. Depois foi constatado que o saco continha drogas. 
 
Em entrevista, dois dos suspeitos confessaram que havia drogas enterradas no quintal. 
 
Ao todo a polícia encontrou porções de maconha, pasta-base e ácido bórico. 
 
Um dos suspeitos informou que outro homem, a mando de uma facção criminosa, era responsável por recolher o dinheiro das vendas das drogas. A equipe então se deslocou até o local indicado. 
 
Assim que chegaram, viram um homem saindo de uma caminhonete S10 preta com as mesmas características informadas pelos suspeitos.
 
Durante revista pessoal, nada de ilícito foi encontrado. Entretanto, algo levantou suspeitas: havia sacos plásticos sujos de terra sobre a calçada, assim como a terra mexida no jardim. 
 
O suspeito informou que essa seria a segunda viagem dele e que teria retirado duas caixas grandes de lá. 
 
Durante entrevista o suspeito alegou que parte do material retirado da terra estaria em sua residência, em Cuiabá. 
 
Lá, a polícia foi recebida pelo colega do suspeito, com quem divide aluguel. 
 
A equipe encontrou um notebook, uma impressora térmica, carregadores, celulares e um veículo. Além do tráfico, o local era usado com uma central de golpes da OLX. A foto de um policial militar de outro estado era usada nos golpes.
 
O suspeito confirmou a relação com a facção criminosa. 
 
O grupo foi encaminhado para a Central de Flagrantes. (Fonte: Liz Brunetto, Midia News)




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil