Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(MT), Sábado, 28 de Maio de 2022 - 15:56
28/01/2022 as 10:06:16 | Por Samantha Dos Anjos Farias |
Claudinei espera que governo estadual faça proposta satisfatória a policiais penais
Representantes do Governo de Mato Grosso vão apresentar estudo salarial para apontar a viabilidade para o reajuste salarial dos servidores penitenciários no dia 3 de fevereiro.
Fotografo: Marcos Lopes
O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL)

Sem reajuste nos salários, que não são atualizados há mais de 10 anos, dos servidores do Sistema Penitenciário, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) espera que a categoria tenha um desfecho positivo com o governo de Mato Grosso, no dia 3 de fevereiro, quando será apresentado um estudo salarial feito pela gestão estadual aos representantes do Sindicato dos Policiais Penais de Mato Grosso (Sindspen).
 
 A paralisação das atividades dos policiais penais iniciou em 16 de dezembro do ano passado e interrompido, no dia 5 de janeiro, após reunião entre os gestores do Estado e Sindspen, em que foi acertado a elaboração de estudo para verificar a possibilidade da recomposição salarial dos servidores públicos por parte do governo. “Nos últimos 10 anos para cá, aumentaram para mais de 20 atribuições aos policiais penais. Desde a guarda externa, que era feita pela polícia militar e, hoje, com essa pandemia há quase dois anos, eles fazem até o papel de oficial de justiça para cumprir o alvará de soltura dos presos determinado pelo Poder Judiciário. Temos que olhar isso”, explica o parlamentar.
 
Além do aumento de atribuições dos servidores do Sistema Prisional, o deputado avalia que é um cargo que coloca a vida deles e de seus familiares em risco diariamente. 
 
“Com os trabalhos interno e externo com presos, esse pessoal sofre ameaças diárias. Essas facções criminosas tentando comandar o Sistema Penitenciário e a sociedade. Os criminosos ameaçam os policiais penais e seus familiares. Tanto que já teve muitos servidores que já foram mortos nestes últimos dois anos ou já sofreram atentados. A vida desse pessoal é de estresse, de ameaças constantes e coações. Realmente, temos que lutar pela valorização”, defende Claudinei.
 
“Eu e outros parlamentares chegamos a nos reunir duas vezes por videoconferência, no início de janeiro, com representantes do Sindspen. Esperamos que o governo tenha bom senso e faça uma contraproposta decente e justa. Infelizmente, o governador Mauro Mendes não entende nada de segurança pública. Tomara que, em fevereiro, ele esteja junto com os secretários para a apresentação do estudo salarial para entender o trabalho dos policiais penais e a importância da atividade dentro do Sistema Penitenciário e o que fazem para a segurança pública. Seria muito importante a participação do chefe do Executivo”, conclui o parlamentar.
 
Cenário - Atualmente, o Sistema Penitenciário de Mato Grosso conta com aproximadamente 2,8 mil servidores que estão lotados em 46 unidades prisionais.(Samantha dos Anjos Farias/ALMT)




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil