Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(MT), Sexta-Feira, 01 de Julho de 2022 - 17:50
22/06/2022 as 06:43:28 | Por Raquel Teixeira |
Caseiro é preso suspeito de matar a ex-chefe a marteladas após discussão em MT
Contra o investigado foi cumprido um mandado de prisão por outro homicídio ocorrido em Comodoro
Fotografo: Polícia Civil-MT
O corpo de Marlene da Conceição Torres do Rego, de 58 anos, foi encontrado já sem vida por uma vizinha da vítima

A Delegacia da Polícia Civil de Barra do Bugres prendeu na segunda-feira (20.06) o autor do homicídio de uma mulher ocorrido no início de maio deste ano, em um assentamento na zona rural do município.
 
O corpo de Marlene da Conceição Torres do Rego, de 58 anos, foi encontrado já sem vida por uma vizinha da vítima, na cozinha da residência, no assentamento Campo Verde. Ao lado do corpo foi encontrado um martelo, possivelmente utilizado no crime.
 
A Delegacia de Barra do Bugres instaurou inquérito para apurar o homicídio. As suspeitas iniciais recaíram sobre um casal de jovens que havia desferido golpes de facão, no dia anterior ao homicídio, contra um vizinho da vítima encontrada morta. No decorrer das investigações, o casal foi preso em São José dos Quatro Marcos e deixou de ser suspeito do homicídio, confessando a tentativa de homicídio.
 
Durante as investigações foi analisado o círculo de amizade da vítima e um caseiro do sítio, que tinha um mandado de prisão em aberto por um homicídio ocorrido na cidade de Comodoro, tornou-se o principal suspeito do crime contra a vítima Marlene Rego.
 
Nesta segunda-feira, durante diligências no assentamento, os investigadores localizaram o investigado nas imediações da residência da vítima, quando foi dado cumprimento ao mandado de prisão expedido pela Comarca de Comodoro.
 
Levado à Delegacia de Barra do Bugres, ele foi interrogado pela delegada Renata Evangelista e confessou ter matado a antiga patroa a marteladas durante uma discussão com a vítima. Ele declarou ainda que ficou durante esse tempo escondido na mata, com medo de ser preso, e se alimentando de banana verde, o que explica a magreza com que se apresentava.
 
A delegada de Barra do Bugres representou pela prisão preventiva e aguarda resultado do laudo pericial do martelo apreendido para a conclusão do inquérito policial.(Raquel Teixeira | Polícia Civil-MT)




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil