Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(MT), Sexta-Feira, 01 de Julho de 2022 - 16:25
20/06/2022 as 13:30:42 | Por Protásio De Morais |
Artista de Várzea Grande conquista terceiro lugar em festival nacional de dança de rua
Com apoio da Secel-MT, o atleta e artista do breaking Anderson Almeida, o Kuririn, participou do Festival Quando as Ruas Chamam
Fotografo: Secom-MT
Kuririn conquistou o terceiro lugar no Festival Quando as Ruas Chamam, este ano realizado em Brasília

Anderson Almeida, o Kuririn, dançou muito neste fim de semana! Com apoio e torcida da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), o atleta e artista do breaking, nascido em Várzea Grande, participou do Festival Quando as Ruas Chamam, realizado em Brasília, e conquistou o terceiro lugar.
 
“Esse terceiro lugar do Kuririn significa muito para o desenvolvimento, popularização e valorização do breaking em Mato Grosso. Trata-se de um dos mais representativos festivais de dança nacional e, com muito orgulho, Mato Grosso foi bem representado”, destaca Adilson, professor de Anderson.
 
 
O Festival Nacional Quando as Ruas Chamam é um dos maiores e mais importantes festivais de dança de rua do Brasil e em 2022 chega em sua 6ª edição. Nas edições anteriores o projeto teve grande repercussão, inclusive internacionalmente, sendo premiado como melhor evento no Prêmio de Breaking Latino Americano em 2015 e 2016.
 
 
“Anderson tem síndrome de Down, não consegue desenvolver bem a linguagem verbal, mas se expressa para o mundo por meio da dança e do movimento corporal. Estamos muito orgulhosos por essa conquista”, destacou Jan Moura, secretário adjunto de Cultura da Secel-MT.
 
 
O projeto é apresentado pelo Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal e busca a continuidade e desenvolvimento da iniciativa e a valorização do breaking.
 
 
“A programação busca promover a dança breaking, valorizando as heranças e fusões que determinam o estilo, sobretudo, suas raízes, destacando a qualidade artística desta manifestação de dança. Um espaço em que a arte se manifesta de forma muito natural”, conclui Jan.(Protásio de Morais | Secom-MT)




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil