Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(MT), Segunda-Feira, 14 de Junho de 2021 - 06:07
07/06/2021 as 12:08:23 | Por Livia Rabani | 318
“Agora eu consigo respirar e planejar melhor as minhas ações”
Em meio às dificuldades, o crédito emergencial concedido pelo Governo de Mato Grosso para quem é Microempreendedor Individual (MEI) foi fundamental para manter empresas no mercado
Fotografo: Divulgação
Roberta Araújo F. Auad/ TicMais.com

Empresária há dez anos no ramo de entretenimento, em Cuiabá, Roberta Araújo F. Auad, 29 anos, disponibilizava aos clientes serviços gráficos customizados de ingressos, pulseiras, comandas para shows, festas e bares. Sem faturar praticamente nada desde meados de março de 2020, ela viu a necessidade de se reinventar para seguir em frente com o seu negócio.
 
Em meio às dificuldades, o crédito emergencial concedido pelo Governo de Mato Grosso para quem é Microempreendedor Individual (MEI) foi fundamental para manter a empresa no mercado.“Se a gente não tivesse conseguido o empréstimo, talvez hoje eu não estaria com as portas abertas. Estamos tentando seguir em frente. O dinheiro veio para segurar o custo fixo, até o setor de eventos se recuperar’’, conta Roberta.
 
No momento, a empresa que chegou a contar com sete funcionários antes da pandemia, agora possui apenas os proprietários tocando o negócio. A expectativa é de que o cenário mude e o estabelecimento possa voltar a atender os clientes em breve.
 
 
Proprietária do Desapegando com Classe, brechó de peças premium, localizada em Sinop, no bairro Jardim Maringá, a microempreendedora Lidiane Motta também teve que agir e mudar os planos do seu empreendimento.
 
“Quando eu pensei que ia ganhar dinheiro para crescer, eu tive que sobreviver. As vendas caíram e eu tive que moldar para não fechar as portas’’, afirma a empresária.
 
Os desafios trouxeram força e foco para o negócio de Lidiane, que mudou a loja de local, investiu em ferramentas digitais que possibilitaram estreitar o relacionamento com clientes, e com isso conseguiu manter as vendas pelas redes sociais mesmo com a pandemia.
 
A empresária conta, ainda, que a proposta do Governo de Mato Grosso em liberar o crédito emergencial para os empreendedores foi a tranquilidade que ela estava procurando naquele momento para organizar ainda mais o seu negócio.
 
“A linha de crédito de capital de giro da Desenvolve MT me trouxe paz em um momento difícil. Eu não ia conseguir me organizar e focar no meu negócio, pensando no aluguel que tinha que pagar no mês. Com o crédito eu consigo respirar e planejar melhor as minhas ações”, explica. 
 
O brechó de roupas é um mercado que vem se destacando há alguns anos no Brasil. A crise econômica, e o apelo sustentável vêm impulsionando os consumidores adquirirem roupas e acessórios neste formato.
 
O Desapegando com Classe trabalha com roupas de grife com um preço acessível. As lojas de Sinop procuram a empresária na troca de coleção, para não ficarem com as mercadorias paradas. “É um bom negócio para todos, com esse formato eu consigo fomentar o comércio’’.
 
 
Wellington Ricelli, sócio proprietário da hamburgueria temática Poltrona Nerd, em Cuiabá, no bairro Jardim das Américas, também é um dos microempreendedores beneficiados.
 
A empresa completa três anos em agosto deste ano, e há um ano e meio teve que fechar as portas ao público e abrir espaço para o serviço de delivery.
 
O empresário conta que devido à forte presença da hamburgueria no meio digital, eles conseguiram ter uma atuação de vendas positiva desde o começo da pandemia.
 
“Recorremos ao recurso da Desenvolve MT para nos ajudar na retomada da economia. O crédito vem para nos dar folego e estruturar a empresa para abrir as portas novamente e atender ao público”, comenta Wellington.
 
Os empresários reabriram as portas ao público na última sexta-feira (04.06), cumprindo protocolos de biossegurança.
 
Ele conta ainda que a pandemia trouxe uma maior aproximação entre ele e o sócio, na tentativa de fazer o negócio dar certo. “Fomos para a cozinha, aprendemos a fazer os lanches e com isso conhecemos melhor as necessidades da empresa’’.
 
Novos hábitos
 
Para o consultor do Sebrae Mato Grosso, Fábio Apolinário, a pandemia forçou as empresas a adotarem novos hábitos e novos modelos de negócios, e a gestão deve ser repensada daqui para a frente.
 
“O empresário tem uma nova realidade que ele precisa encarar. O delivery e a presença digital não têm mais volta. O consumidor já se acostumou com esse ambiente com a nova forma de negócio e de comprar", explica o consultor. 
 
Ele diz ainda, que o empresário precisa fazer a gestão do seu negócio e aproveitar que o consumidor acabou sendo obrigado a experimentar e sempre tentar gerar novidades. Reduzir estoque, fazer liquidação, reduzir custo, postergar endividamento e acima de tudo pensar em reserva de caixa para enfrentar as situações inesperadas.
 
Crédito Emergencial
 
O crédito emergencial foi anunciado pelo Governo para dar o apoio às micro e pequenas empresas de Mato Grosso durante a pandemia.
 
Duas linhas de crédito foram disponibilizadas para o Microempreendedor Individual (MEI), no valor de até R$ 10 mil, com juros zero para pagamento das parcelas em dia.
 
Para o micro e pequeno empresário do ramo de bares, restaurantes e eventos, o valor de empréstimo de até R$ 50 mil, com seis meses de carência para começar a pagar e bônus de adimplência.
 
De abril a 29 de maio de 2021, a Desenvolve MT já analisou mais de 7 mil empresas que solicitaram o crédito via portal. Aos empreendedores do estado já foram liberados até o momento R$ 3,5 milhões, e R$ 9.924.350,00 estão em processo de liberação.
 
Para saber mais informações sobre as linhas de crédito e demais dúvidas, acesse o site ou ligue para a central de atendimento (65) 3613-7900.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil