Fotografo: Luiz Alves
...
A pandemia do novo coronavírus paralisou a maioria dos projetos de voluntariado

A pandemia do novo coronavírus paralisou a maioria dos projetos de voluntariado. Com essa mudança, algumas pessoas se reinventaram e decidiram continuar ajudando o próximo de uma forma diferente. É o caso, por exemplo, do casal Isac Gonçalves Junior e Melany Cristy Alegria Larrua, que decidiram deixar a alta dos pacientes curados pela Covid-19 um momento ainda mais inesquecível, doando para o Hospital de Referência à Covid-19 e para o Hospital São Benedito, balões em formato de coração.
 
De acordo com o secretário municipal de saúde, Luiz Antônio Possas de Carvalho, que recebeu o casal no gabinete, é gratificante observar que jovens dediquem seu tempo para trazer uma mensagem de carinho em um período tão difícil. Ele destaca que cada pessoa que recebe alta comemora de uma forma única e com esse balão que tem a frase “Eu venci a Covid-19”, torna a ocasião ainda mais importante. 
 
“A nossa gestão é humanizada e receber uma doação como essa, que deixa o ambiente ainda mais amoroso, nos faz perceber que estamos no caminho certo. Nossa gratidão para esse casal que tirou o tempo e fez essa doação tão bonita”, afirma.
 
Isac explica que com o início da quarentena e o fechamento do comércio ele e a esposa, que possuem uma empresa de papelaria personalizada, pensaram de que forma poderiam ajudar o próximo, já que a principal intenção da empresa é ter essa responsabilidade social. O casal decidiu colocar em prática algumas ações como entrega de água com sabão para os moradores em situação de rua, além de caixa com chocolate para os profissionais de saúde. 
 
Porém o que chamou mais atenção no casal foi o contato que tiveram com um cliente que havia contraído a doença e contou a situação de angústia que viveu na época. Até aquele momento eles não conheciam ninguém pessoalmente que tinha passado pela doença.
 
“Na mesma noite vimos em alguns sites que dez pessoas internadas por Covid-19 haviam recebido alta do Hospital São Benedito. E eles saíram com os cartazes impresso numa folha sulfite ou com balões simples. E como trabalhos com personalização criativa pensamos, porque não tornar ainda mais especial? Já que essa alta é o momento mais aguardado de tudo que estamos vivendo”, explica.
 
Para Melany, a princípio a ideia era entregar o balão apenas em dois hospitais, mas como o balão foi visto por uma cliente que trabalha em uma unidade hospitalar ela pediu que aquele local fosse incluído nas doações. Ela destaca que a primeira foto que recebeu com um paciente tendo alta no Hospital de Referência à Covid-19 e com o balão nas mãos causou grande emoção, já que essa iniciativa foi pioneira.”Antes eram balões coloridos e agora são esses balões pensados por nós, em formato de coração e escrito ‘Eu venci a Covid-19', uma emoção sem igual”, afirma.