Fotografo: Divulgação
...
Vereador Fábio Saad (PTC) vence batalha pela continuidade das investigações

Eraldo de Freitas

O Brasil realmente está mudando.

Em Brasília, a presidente Dilma Rousseff, diante de uma “centena” de crimes no seu governo (o filho do Lula, de funcionário de zoológico a maior milionário brasileiro - e o pai Lula que nunca “sabe” de nada), a população brasileira, cansada de “sustentar” ladrões do dinheiro público, decidiu comprar a briga e forçar os deputados a comandar um impeachment; Em Várzea Grande (no Mato Grosso) a coisa também já começa a mudar de rumo, a cidade possui 264 mil habitantes, alto índice de desemprego, pobreza assombrosa, nem os especialistas políticos, dizem que não sabem como, más, os Campos há 30 anos conseguem se equilibrar no poder.

 

PRIMEIRA DERROTA

Assim que Lucimar Campos, assumiu a prefeitura em maio de 2015, em poucos dias de gestão, surgiu, as primeiras e graves denúncias contra o seu governo. O Jayme Campos (o mandatário mor da cidade e marido da prefeita, chegou a discursar que, se ele pegasse alguém roubando, o cortaria a mão do ladrão), infelizmente, poucos dias de governo da mulher, surgiu o primeiro escândalo, da Dispensa de Licitação recheada de fraudes, na ordem de R$ 2.1 milhões, para a compra de medicamentos para a saúde pública do município, que está sucateada. No verdadeiro exercício do papel de vereador, Fábio Saad do PTC (que até então pertencia à base de governo), decidiu afastar e ficar do lado do povo e ingressar no Ministério Público, varias denúncias, rapidamente, em menos de um ano de gestão, Lucimar Campos, já a colecionava 21 graves denúncias no Ministério Público local, Ministério Público de Contas, Polícia Federal, GAECO e Ministério Público Federal; Assim como o Lula e a Dilma tentam enfiar da cabeça dos brasileiros que tudo é coisa da oposição e que não não existe crimes, em Várzea Grande não estáacontecendo nada diferente, o Jayme Campos (marido, mentor intelectal, professor da prefeita, o mandatário mor da cidade) vem tentando enfiar de garganta abaixo da população, que tudo está sobre controle e nada esteja acontecendo. 

Diante da enxurrada das graves denúncias, escândalos e o empobrecimento da cidade a cada ano, há 60 dias, 12 vereadores com vergonha da população se uniram e criaram uma CP, para investigar a prefeita Lucimar.

 

TENTATIVAS DE MANOBRAS

Os vereadores de VG aprovaram a continuidade das denúncias, na semana seguinte, 13 vereadores voltam a trás injustificável e misteriosamente e prevaricam os crimes da gestora

A Câmara Municipal tentou afastar a prefeita Lucimar Campos por 60 dias, para que as investigações transcorressem sem interferência da mesma; o Grupo dos 13 conhecido como “Defensores do Povo”, por conta do voto do vereador Nilo Campos (recentemente acusado por pedofilia), não conseguiu afastar a prefeita do cargo por 180 dias.

Jayme Campos é tido como um grande estrategista político, diante de manobras “misteriosas”, o grupo dos 13 acabou se esfacelando, o Pedrinho e outros se filiaram ao DEM, que do dia pra noite, de acusador passou a defender a gestão da prefeita Lucimar - mesmo recheada de 21 denúncias de crimes.

A imagem dos vereadores (que apoiam a gestão da prefeita Lucimar Campos) cheia de denúncias por crimes, perante a população, vai de mal a pior a cada dia que passa. A cidade está um verdadeiro desmando em todas as áreas sócias do município. A população está bastante revoltada, em face de a cidade estar em verdadeiro abandono nos quatro cantos. Buracos, lixos, esgotos a céu aberto, falta de pavimentação asfaltica, iluminação pública, falta de leitos, médicos e medicamentos no setor da saúde, desemprego assolador são alguns dos problemas que afeam a gestão da prefeita Lucimar Campos, já se isso não bastasse, agora denúncias de falcatruas na saúde, assim é o governo da atual gestora Lucimar Campos.

DERROTA DE LUCIMAR

Na Sessão Ordinária realizada nesta quarta-feira (20/04), parte dos vereadores (depois que assistiram o posicionamento dos deputados federais, aprovando o impeachment da Dilma Rousseff, decidiram também tomar um posicionamento, e ficar do lado da população, continuar com a CP. Por 7 votos a 12, aprovaram o Relatório do vereador denunciante, Fábio Saad (PTC), que outorga a continuidade das investigações que poderá levar Lucimar Campos até à cassação.

Já cansada dos desmandos e do empobrecimento da cidade nos últimos 30 anos e ninguém indo pra cadeia, em 2008 a população disse não em alta voz para Júlio Campos que levou uma enxurrada de quase 30 mil votos de Murilo Domingues; Inconformados, em 2012 a "Família Campos" tenta pela segunda vez tomar o poder, desta feita, com Lucimar Campos na disputa, novamente, a população “sobe na mesa e reage” e “Truca Não” em alto tom, para a Família Campos, a Lucimar foi derrotada pelo ex-deputado Wallace Guimarães nas urnas, levando uma “taca” de 3.0 mil votos. Ainda não se contentando com a segunda derrota, o DEM de Jayme Campos (tido como o mandante da cidade há mais de 30 anos), em 2013 ingressou com uma ação na Justiça Eleitoral local, contra a chapa de Wallace e Wiltinho por “Caixa 2”. Como a população local não tinha um “Sérgio Moro”, o DEM consegue via Justiça extinguir a chapa de Wallace e Wiltinho e posicionar Lucimar Campos como a prefeita da cidade, - mesmo não sendo eleita pelo povo. Os “Campos” não deram tempo nem para Wallace sentir o gostinho de governar, já tomaram a prefeitura. O político que não comete o “pecado” da compra de voto e do ‘Caixa 2’ que atire a primeira pedra.

“As coisas no Brasil estão mudando, quero ver quando surgir um ‘Sérgio Moro II’ em Várzea Grande, o que os poderosos compradores de votos, aliciadores de cidadãos indefesos e dependentes, vão fazer”, alerta o agricultor e advogado aposentado F. S. Farias (73), que disse ter sido jurista em SP por 25 anos, hoje descansa na sua terra natal.

 

COBRANÇA POPULAR

Percorrido mais de 100 bairros da cidade, o que se vê de um canto a outro é buracos, lama, sujeira, lixos espalhados, esgotos a céu aberto, desmando total por todos os lados, nós não suportamos mais isso, tanta falta de governo e irresponsabilidade da gestora principal da prefeitura. Somente sete vereadores querem que sejam investigados os bárbaros crimes cometidos pela atual gestão, da prefeita Lucimar Campos, àqueles que votaram pelo arquivamento das investigações, porque são omissos, não devem ter nenhum interesse que seja investigado, supostamente estão achando bonito estes escândalos, então vamos mostrar para eles a resposta no dia 07 de outubro”, critica e ameaça a cabelereira Maria Fontoura de 39 anos e moradora do Cristo Rei.

É raro, mas é louvável e gratificante, ainda vermos alguém como o vereador Fábio Saad, corajoso e destemido, contra o crime, (pela a sua posição e o seu caráter como ser humano e legítimo representante do povo); Digo mesmo para o vereador ‘Ferrinho’ (que preferiu deixar a liderança da prefeita) para vir nos apoiar, a dar continuidade das investigações contra ela, para ficar do nosso lado, ele não se corrompeu com o erro e ajudou a manter a continuidade das investigações.”, elogiou Paulo Torres Monteiro, comerciante na Avenida Filinto Muller em Várzea Grande e disse que, de agora em diante começa a ver que o Brasil realmente começa a mudar.