Fotografo: Divulgação
...
Certamente, é assustador imaginar o futuro sem líderes fortes e poderosos

Ao passo que a guerra por novos talentos se torna mais competitiva, os recrutadores se deparam com um novo e empolgante desafio: como estabelecer o futuro de suas empresas.
 
Certamente, é assustador imaginar o futuro sem líderes fortes e poderosos. Na verdade, esta é uma das maiores preocupações das empresas: o desenvolvimento dos líderes da próxima geração.
 
Isso não seria um problema se encontrar pessoas com traços de liderança não fosse uma tarefa tão difícil, explica o colunista do site Entrepreneur, Andre Lavoie. Veja quais são as qualidades mais buscadas por gestores e recrutadores nos líderes de amanhã, listadas por ele.
 
1. Paixão
 
Candidatos que são apaixonados por aprendizado e se dedicam ao seus trabalhos são mais propensos a demonstrar motivação para crescer e ser bem sucedido. Infelizmente, encontrar pessoas com esse nível de engajamento é algo relativamente raro. Tendo isso em mente, os recrutadores costumam perguntar em entrevistas quais são os objetivos dos candidatos e o que os motiva. Essas perguntas tem como objetivo incitar o candidato a compartilhar seus valores. Por exemplo, quando os empregadores perguntam ao candidato o que ele busca em uma empresa, eles estão literalmente tentando reconhecer os valores dele para compará-los aos valores centrais da empresa.
 
 
Os entrevistadores também costumam perguntar aos candidatos qual lhes parece o cargo ideal para medir se sua paixão e personalidade se alinham com a cultura da empresa e a natureza da posição a qual eles estão se candidatando. Não é incomum ver recrutadores tomando nota quando o candidato demonstra entusiasmo durante a resposta. E como isso pode ser percebido? Pela postura do entrevistado. Se ele se enclina para frente, gesticula ou sorri enquanto conta sobre um projeto de sucesso que executou. Ações como essas também demonstam qual é o nível da paixão do entrevistado por alguma área específica.
 
2. Comunicação
 
Comunicação é uma habilidade super importante para todos os tipos de vagas, especialmente para aquelas de liderança. Líderes precisam saber como ouvir e se expressar claramente, além de apresentar informações de diversas maneiras para diferente públicos.
 
Os recrutadores usam uma série de táticas para testar essa habilidade do candidato durante as entrevistas. Eles fazem perguntas ambíguas e vagas para ver se a pessoa consegue interpretá-las, e então, analisar como ela responde a questão de forma lógica e específica.
 
Eles também ficam atentos às reações dos candidatos. Se os entrevistados reformulam as perguntas ou fazem uma pausa por alguns instantes, eles entendem que os candidatos estão pensando nas perguntas e em respondê-las de forma articulada e autêntica. Outra estratégia usada pelos recrutadores durante as entrevistas é fazer perguntas sobre assuntos que os candidatos não dominam para avaliar como eles reagem.
 
3. Colaboração
 
Bons líderes sabem quando dominam um assunto e quando devem trabalhar com outras pessoas que têm mais domínio sobre uma determinada área em que têm pouco conhecimento.
 
Líderes eficientes não são loucos controladores que sentem a necessidade de fazer tudo sozinhos. Ao contrário, eles pedem ajuda e sempre estão abertos ao trabalho em equipe. Eles são humildes. Recrutadores buscam pessoas que são assertivas, mas também conscientes de seus pontos fortes e fracos, que aceitam cometer erros durante um processo de aprendizagem.
 
Para saber se um candidato é capaz de se envolver em um trabalho colaborativo, os recrutadores buscam sinais de confiança e humildade nos entrevistados, seja por por meio da linguagem corporal, da postura, do contato visual ou de um sorriso autêntico.
 
Autenticidade também é importante. Quando candidatos expressam gratidão, os recrutadores querem saber se ela é sincera. Gratidão genuína mostra quando uma pessoa é digna de confiança.