Fotografo: Divulgação
...
TRE enviou relação das candidaturas femininas à Procuradoria Eleitoral

 
O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) enviou à Procuradoria Regional Eleitoral a relação das candidaturas femininas com registro deferido, mas que tiveram votação zero nas urnas, ou seja, não receberam nem o próprio voto. O objetivo é investigar se os partidos e coligações utilizaram os nomes destas mulheres como 'candidatas laranja', apenas para preencher as cotas de gênero.
 
Em Mato Grosso houve 266 candidatos com registro deferido e votação zero. Desse total, apenas 17 são do sexo masculino. A maioria, ou seja, 249 candidaturas, são do sexo feminino. Os números divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) demonstram que, em todo o país, 14.417 mulheres registradas como candidatas terminaram a eleição com votação zerada, mesmo tendo sua candidatura deferida pela Justiça Eleitoral, indício forte de que houve candidatura fictícia.
 
O TSE enviou orientações aos procuradores eleitorais para que apurem a veracidade dessas candidaturas conferindo assinaturas e documentos que constam no processo de registro de candidatura. Eles também devem verificar se houve gastos de campanha, uma vez que nas candidaturas fictícias é comum a inexistência de investimento na campanha eleitoral.
 
De acordo com a presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, desembargadora Maria Helena Póvoas, caso fique comprovado o uso indevido do nome das mulheres como candidatas 'laranja', os candidatos masculinos destes partidos e coligações, que tenham sido eleitos, podem até ter o mandato impugnado por terem se beneficiado com a ilegalidade.
 
Deputadas e prefeitas
Em Mato Grosso, apenas 189 mulheres foram eleitas para ocuparem cargos de vereadoras a partir do ano que vem. Elas representam 13,46% do total das 1.404 vagas para o Legislativo no estado. Em Cuiabá, por exemplo, pela primeira vez em 26 anos, nenhuma mulher foi eleita.
 
Quinze municípios de Mato Grosso terão mulheres como prefeitas. Elas irão representar 9,9% do total de 141 prefeitos do estado. Nesta eleição, a candidata mais votada foi Lucimar Campos (DEM), reeleita como prefeita de Várzea Grande, região metropolitana da capital e segundo maior colégio eleitoral do estado. Ela recebeu 95.634 votos, o que representa 76,16% dos votos válidos naquele município.