...
Fotografias por: Arts SBCN | Legenda Foto: Arts SBCN

Eraldo de Freitas

Já vivemos o pleno ano eleitoral vigente - de acordo a Lei Eleitoral, no uso das atribuições que lhe conferem o art. 23, inciso IX, do Código Eleitoral e o art. 105 da Lei nº 9.504, de 30 de setembro de 1997, que compreende desde o doa 01/01 a 31/12/2016.

De que trata a legislação, é bom que os pré-candidatos e os futuros candidatos a prefeitos e a vereadores tratem-se, de ser bastante cautelosos em relação às Pesquisas Eleitorais. Vale salientar que o CONFE - Conselho Federal de Estatística, também está se organizando para acompanhar melhor a eleições. Fazer fiscalização dos indivíduos que usam o exercício indevidamente, que compete somente ao estatístico habilitado. Pessoas sem o mínimo de conhecimento em Pesquisas, nesta época aparecem com um CNPJ registrado (fundo de quintal) dando até consultoria – atividade e exercício pleno do profissional. Mas tudo indica que este ano eleitoral estes indivíduos, serão localizados, indiciados, processados e presos por uso ilegal de profissão.

A “GPEC Brasil” - Grupo de Pesquisas Científicas atua no ramo desde o ano de 1988. Pautemos nossos trabalhos realizados com o máximo de precisão. Fomos à pioneira no Brasil em realizar as pesquisas em tempo real.

Temos as pesquisas “Quanty” e a “Qualy” (Quantitativa e Qualitativa).

As modalidades de coletas:

A GPEC Brasil nunca confiou em coletas online e nem telefônicas, nossos pesquisadores realizam as nossas pesquisas de forma presenciais, todos são monitorados via satélite com localização exata e voz. Proibimos coletas em vias publicas: somente presencial domiciliar.

Você contratando a “GPEC Brasil” disputará um pleito recheado de informações em todos os sentidos, somente será derrotado se não possuir estrutura organizacional da sua campanha. A nossa empresa está apta em contestar qualquer número fraudulento divulgado, que você tiver dúvidas em relação ao seu verdadeiro índice. Contratando a nossa empresa, se despreocupe de outros resultados, havendo divulgações divergentes aos apresentados pela GPEC Brasil damos todo suporte técnico e jurídico para você contestar a divulgação divergente que venha a beneficiar o seu concorrente.

PESQUISA “PRESENTE DE GREGO”

Tome muito cuidado com estas pesquisas em períodos eleitorais.

Neste período do ano, é comum os marqueteiros encomendar pesquisas de empresas de renome e lhe encaminhar cópia do caderno para você compra-los a preços aplausíveis, porém, com dados totalmente contrários que lhe transmita confiança.

Como funciona?
O seu adversário encomenda uma pesquisa, ele fica com o resultado original, porém, fazem um acordo de cavalheiro com o diretor da empresa ou seu representante legal, e elaboram um novo caderno com resultados totalmente diferentes do original; Digamos que num setor em que vota 50 mil eleitores, ali o Caderno fraudado e vendido a você a um preço simbólico, traz nos seus relatórios e amostras que, você está confortável, até com 10 pontos percentuais na frente dele mesmo, que a bem da verdade, ali você está empatado ou perdendo por pouca diferença; É comum que, os objetivos destas estratégias se dão para que, quem está ganhando em um determinado setor, é natural retirar a “tropa de choque” e transferi-la para o setor onde esteja perdendo ou empatado. E vice-versa.  Mas dá conta ainda os relatórios da pesquisa falsa que, noutro setor onde você realmente esteja na frente do seu concorrente (do seu adversário e contratante da empresa de pesquisa) a amostra falsa diz que você esteja perdendo ali, pior do que isso, quando você já cristalizou.

Estes números são estratificados, analisados minuciosamente muito bem calculados com base em seu índice de rejeição, no índice de rejeição do contratante da pesquisa e até do outro concorrente que não fede e nem cheira para a demanda eleitoral do certame político. Leva-se também em consideração o potencial financeiro de cada candidato. Mais do que isso, os técnicos estudam as inversões destes valores nas amostras por sexo, idade, escolaridade, grau de influência religiosa, nível social, condição civil e outras; Na verdade você corre o risco de ter um laboratório científico trabalhando contra a sua eleição. Mas, contratando a GPEC Brasil você terá uma empresa científica, preparada e especialista para detectar também estas fraudes contra a sua campanha.

A GPEC Brasil pode monitor o seu eleitorado, dia a dia, os seus cabos eleitorais contratados se estão lhe proporcionando melhorias no seu índice ou não. Nesta época você deve tomar cuidado com os cabos-eleitorais que dizem ser “donos” de todo eleitorado. Quando a oferenda é demais até os santos desconfiam, é bom colocar os nomes destas lideranças nas pesquisas para saber da opinião eleitora se ele ajuda ou atrapalha ai você saberá se esta liderança pode ou não realmente lhe transferir o montante de votos lhe prometido.

Não comprem gato por lebre. Está em tempo. Não cometa os mesmos erros da campanha anterior.

Quantas pesquisas devemos realizar?

O seu concorrente já deve estar lhe monitorando o seu eleitorado desde hoje. Quanto mais cedo você puder começar ter as suas pesquisas sérias, melhor. Nos 45 dias finais da campanha, é bastante interessante que você tenha um novo resultado a cada 24 horas ou pelo menos a cada 72 horas no máximo. Contrate uma empresa que mantenha os seus pesquisadores presente nos 45 enquanto dure a sua campanha na sua cidade.

Se esforce para ser o mais natural possível, no setor que esteja precisando de asfalto, não chegue pronunciando que vai levar segurança e saúde. Ofereça para aquela comunidade o que ela esteja precisando – primeiro plano. Não faça os seus discursos, antes de ter em mãos uma pesquisa científica e com números confiáveis, realizada por empresa quem realmente detenha toda tecnologia para realiza-la. Caso contrário terá seus sonhos implodidos, pois após a derrota, você não encontrará nenhum dos profissionais contratados no curso da sua campanha que assuma os erros irreparáveis.

Se esforce para realizar uma campanha altamente profissional. Campanha feita a “machado” é coisa do passado, independente do tamanho da sua cidade, se ela possui 3 mil eleitores ou se possui 10 milhões, é interessante que se esforce e realiza uma campanha altamente profissional. Cuidado com os marqueteiros que aparecem na sua cidade. Temos marqueteiros tentando negociar campanhas em grandes capitais que, não souberam se quer fazer uma analise científica de uma pesquisa, para por em prática as ações apontadas pelos os números da mesma, imagina elaborar e conduzir o projeto estratégico.

* Eraldo de Freitas é jornalistas, publicitário, economista e presidente da Rede SBCNoticias – Agência de Notícias e da GPEC Brasil – Grupo de Pesquisas Científicas do Brasil

Como contratar a GPEC Brasil?

Caso queira ter uma de nossas pesquisas avançada na sua campanha e que não lhe deixará “atirando” no escuro e sem e sem rumo, principalmente despreocupado com outras pesquisas, as chamadas “presente” de gregos, é só nos ligar. Atendemos os 27 Estados brasileiros através de nossos jornalistas da Rede SBCNoticias (www.sbcnoticias.com.br)
 

Os nossos celulares do plantão, são:

Fones Contatos

VIVO (65) 9966-5664

TIM (65) 8141-1633

CLARO (65) 9256-8579

Skype: sbcbrasil