Fotografo: Reprodução/Instagram
...
Yasmine denunciou o caso nas redes sociais

Yasmine Jackson, sobrinha de Michael Jackson, usou as redes sociais para denunciar um crime que sofreu ontem, domingo (31). A enfermeira contou que levou sete facadas da vizinha, que segundo ela, emitia insultos racistas durante o ataque. 
 
Yasmine compartilhou uma série de fotos dos ferimentos causados e contou como tudo aconteceu.
 
"Fui esfaqueada sete vezes em frente à minha casa porque 'eu sou preta'. Uma mulher me perseguiu e começou a me esfaquear. Ela disse que faria aquilo por eu ser negra, e isso foi tudo que eu pude ouvir enquanto era atacada. Não consigo mover o meu pescoço. Pedi às pessoas que me ajudassem porque ela estava me esfaqueando e ninguém ajudou...", escreveu.
 
Yasmine mostrou ferimentos no rosto, na orelha e na cabeça. Em seu texto, a sobrinha do Rei do Pop suplicou. "Eu peço a Deus que se você tiver qualquer tipo de ódio em seu coração por pessoas negras, que você possa se curar. Eu não merecia isso, ninguém merece. Ah, e por sinal, ainda tenho muito orgulho em ser negra", finalizou.
 
Vale lembrar que o ataque à Yasmine Jackson ocorreu enquanto os Estados Unidos enfrentam uma onda de protestos anti-racistas. O mais recente está relacionado ao ex-segurança negro George Floyd, morto asfixiado por um policial branco que o imobilizou com o joelho.
 
Prefeito diz que George Floyd 'estaria vivo se fosse branco'