Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(DF), Segunda-Feira, 18 de Janeiro de 2021 - 12:37
22/12/2020 as 08:06:21 | Por CELLY SILVA | 432
Saiba como celebrar o Natal em segurança em casa com sua família
Fundação Oswaldo Cruz elaborou cartilha com dicas de como se prevenir, lembrando que o ideal é comemorar somente com pessoas do mesmo grupo familiar
Fotografo: iStock
A forma mais segura de passar o Natal e o Réveillon é ficar em casa

A forma mais segura de passar o Natal e o Réveillon é ficar em casa e celebrar apenas com as pessoas que moram com você. Essa é a recomendação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que elaborou a cartilha “Covid-19: preservar a vida é o melhor presente neste fim de ano”, uma adaptação do material produzido pela Central de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), dos Estados Unidos. O manual traz recomendações de segurança para quem vai receber visitas ou festejar fora de casa.
 
 
Situações de risco
 
 
Antes mesmo de observar essas regras de higiene e biossegurança, é preciso eliminar as situações que representam perigo à saúde coletiva. Conforme a cartilha, pessoas que se enquadram em algumas das situações, abaixo relacionadas, devem evitar encontros e manter o isolamento domiciliar. São essas as situações de risco:
 
 
- Estar com sintomas relacionados à Covid-19 ou já ter o diagnóstico da doença
- Ainda estar no período de 14 dias desde que teve os primeiros sintomas relacionados à Covid-19 (mesmo que não tenha feito um teste de diagnóstico)
- Estar aguardando o resultado de um teste molecular para saber se está com Covid-19
- Manteve contato com alguém que teve a doença nos últimos 14 dias
 
 
Grupos de risco
 
 
Ainda de acordo com a Fundação Oswaldo Cruz, quem faz parte ou mora com alguém que faz parte do grupo de risco para Covid-19 (portadores de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, asma, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal crônica em estágio avançado, imunodepressão provocada pelo tratamento de doenças autoimunes, como lúpus ou câncer; pessoas acima de 60 anos de idade, fumantes, gestantes, mulheres em resguardo e crianças menores de 5 anos) devem priorizar a saúde dessas pessoas. Nesse caso, o ideal é ficar em casa e celebrar apenas com as pessoas que moram ali, sem convidados.
 
 
Recomendações de segurança
 
 
Conforme a instituição científica, quem vai receber convidados ou celebrar fora de casa deve estar ciente de que estará exposto a diferentes níveis de contágio e que nenhuma medida é capaz de impedir totalmente a transmissão do novo coronavírus. Para diminuir os riscos, a Fiocruz recomenda seguir estes cuidados:
 
 
- Usar a máscara sempre que não estiver comendo ou bebendo
- Ter um saco plástico para guardar a máscara quando estiver comendo ou bebendo e a manter limpa e seca entre os usos
- Ter uma máscara limpa extra, para o caso de necessidade de troca, seja pelo tempo de uso, umidade ou sujeira
- Evitar aglomerações e manter a distância de, pelo menos, 2 metros entre os participantes
- Evitar apertos de mãos ou abraços
- Dar preferência a locais abertos e bem ventilados e evitar o uso de ar condicionado
- Lavar as mãos com frequência durante o evento com água e sabão ou usar álcool 70%
- Não compartilhar objetos, como talheres e copos
- Após tocar em objetos que estejam sendo compartilhados com outros convidados (por exemplo: utensílios para servir comida, jarras e garrafas), lavar as mãos com água e sabão ou álcool
 
 
Dicas em relação a ambientes e convidados
 
 
- Limitar o número de convidados de acordo com o tamanho do espaço, permitindo que as pessoas mantenham distância de 2 metros entre si
- Orientar os convidados a levarem suas próprias máscaras
- Evitar música alta para que as pessoas não tenham que gritar ou falar alto pois, caso alguém esteja contaminado com o vírus, lançará um número maior de partículas virais no ambiente
- Dar preferência a locais abertos ou bem ventilados e evitar o uso de ar condicionado
- Não deixar que os convidados formem filas para serem servidos
- Orientar os convidados a não se sentarem todos reunidos na hora da ceia. Organizar espaços separados para pessoas que moram juntas
- Disponibilizar sabão e papel para secagem das mãos no banheiro. Evitar uso de toalhas de pano
- Disponibilizar álcool em gel nos ambientes
- Utilizar lixeiras com pedais para que as pessoas descartem seus lixos sem precisar colocar as mãos na tampa. Lavar as mãos após esvaziar a lata de lixo.
 
 
Dicas para preparo e forma de servir os alimentos
 
 
Como este ano será de uma confraternização diferente, a orientação dos especialistas é evitar compartilhar a ceia e orientar que os convidados levem sua própria comida e bebida. Caso não seja possível, deve-se observar tais regras:
 
 
- Lavar as mãos antes de preparar a comida e usar máscara durante o preparo
- Limitar o número de pessoas no ambiente em que a comida estiver sendo preparada ou manuseada
- Disponibilizar as bebidas em embalagens individuais (latas ou garrafas), arrumadas em baldes com gelo, para que as pessoas possam se servir sozinhas
- Oferecer condimentos, molhos para salada ou temperos embalados individualmente, sempre que possível
- Evitar o compartilhamento de utensílios para servir comida. Pratos e bebidas em recipientes não individuais devem ser servidos por uma única pessoa. O responsável deve lavar as mãos antes de servir e sempre usar a máscara
- Após o evento, lavar toda a louça em água corrente e com detergente, ou usar a máquina de lavar louças.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil