Fotografo: Divulgação
...
Prefeitura de Cuiabá abriu 4,7 mil vagas em processo seletivo

 
 
 
Prefeitura de Cuiabá abriu um processo seletivo com 4.702 vagas para contratação temporária de profissionais para atuar na área educacional do município. De acordo com o edital, as inscrições estão abertas e podem ser feitas até o dia 10 de janeiro de 2018 pela internet. Os salários variam entre R$ 1.045,84 a R$ 3.111,97. A taxa de inscrição vai de R$ 60 a R$ 70.
 
As inscrições podem ser feitas pela internet por meio do site da organizadora do concurso.
 
Segundo a prefeitura, ao todo são 4.702 vagas disponibilizadas para os níveis médio e superior. No nível médio as vagas são para os cargos de técnico em desenvolvimento infantil, técnico em administração escolar, técnico em nutrição escolar, técnico em manutenção e infraestrutura (serviços gerais), técnico em manutenção e infraestrutura (vigilante), técnico em manutenção e infraestrutura (motorista), técnico em multimeios didáticos e cuidador de aluno com deficiência.
 
Já para o nível superior as oportunidades são para técnico de nível superior e professores do ensino fundamental (1º ao 5º ano), nas áreas de educação física e letras/inglês.
 
As inscrições para uma das vagas podem ser feitas somente pelo site do Instituto Nacional de Seleções e Concursos, até o dia 10 de janeiro de 2018. O valor da taxa de inscrição para funções de nível superior é de R$ 70 e de R$ 60 para o nível médio. Até o próximo dia 27 deste mês, os interessados podem solicitar isenção da taxa de inscrição no certame.
 
Para quem não tem acesso à internet e quer fazer a inscrição, a Secretaria de Educação oferece uma equipe para atender das 9h às 16h.
 
Em relação à jornada de trabalho, os profissionais que desempenharão funções de técnico de nível superior, técnico de nutrição escolar, técnico de multimeios didáticos, de técnico em manutenção e infraestrutura, técnico em administração escolar, técnico em desenvolvimento infantil e cuidador de aluno com deficiência, a carga será de 30 horas semanais. Para as funções de professores e intérprete e instrutor de libras a carga horária será definida conforme a necessidade da administração pública.
 
Todo o processo seletivo será dividido basicamente em duas etapas de avaliação para ambos os níveis de ensino. A primeira será uma prova objetiva de 20 questões, com disciplinas básicas e outras com a parte específica de cada área. Na segunda fase será feita a análise de título com aqueles candidatos que conseguiram passar pelo corte da prova objetiva. Para algumas funções, como engenheiros e arquitetos, será aplicada ainda uma prova prática. (G1)