Fotografo: Luciana Cury/Assessoria Seaf-MT
...
Preços da cenoura e do chuchu subiram 50% em uma semana

Os preços de verduras e legumes subiram até 50% na Central de Abastecimento de Cuiabá, em apenas uma semana, por causa da enchente ocorrida na semana passada em São Paulo. A enchente atingiu a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) e causou prejuízo de aproximadamente R$ 24 milhões.
 
Sete mil toneladas de alimentos foram jogadas fora. A Ceagesp é a maior central atacadista da América Latina.
 
Segundo a Secretaria Estadual de Agricultura Familiar (Seaf), como a maioria dos produtos hortifrutigranjeiros comercializados em Cuiabá tem a Ceagesp como origem, o impacto da chuva naquele estado aumentou o preço dos produtos no estado.
 
A Ceagesp abriga 30% de tudo o que é comercializado em centrais de abastecimento de todo o país.
 
Com a oferta reduzida e a demanda em alta, os preços dos produtos subiram.
 
Segundo levantamento de preços divulgado pela Seaf, os produtos que mais subiram foram a abobrinha, berinjela, chuchu, jiló, pimenta de cheiro, vagem e a cenoura. O jiló, a pimenta-de-cheiro e a berinjela subiram 40%. A cenoura e o chuchu 50%, a vagem 33%, e a abobrinha 27%.
 
Há sete dias a cenoura e o chuchu eram vendidos a R$ 40 a caixa com 22 kg. Hoje essa mesma quantidade vale R$ 60.
 
O jiló e a pimenta-de-cheiro custavam R$ 50 a caixa com 15 kg e 8 kg, respectivamente. Passados sete dias subiram para R$ 70. Já caixa com 12 kg de berinjela tinha o valor de R$ 25, e nesta semana passou para R$ 35.
 
A vagem saltou de R$ 60 para R$ 80 a caixa com 12 kg, e a abobrinha de R$ 40 para R$ 50 a caixa com 19 kg.
 
A cotação de preços dos 69 principais itens produzidos pela agricultura familiar é realizada semanalmente, por técnicos da Seaf, Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e Prefeitura de Cuiabá.
 
A pesquisa de preço leva em conta o preço mínimo, mais comum, e o preço máximo dos produtos encontrados nas barracas em três horários distintos durante o período matutino. (G1)