Fotografo: PMMT
...
Veículo foi recuperado tempo depois de ter sido roubado

Policiais militares participaram na manhã desta quinta-feira (19.09), da captura de dois homens que tinham acabado de roubar uma caminhonete Fort Hanger branco, na Avenida Beira Rio, em Cuiabá. Participaram da ação policiais dos   batalhões e da Força Tática. Um terceiro suspeito está sendo procurado.
 
De acordo com o boletim de ocorrência, a informação chegou via 190 informando do roubo e a direção tomada pelos suspeitos. Em alta velocidade, a dupla identificada como R.A.B, (25 anos) e R.A.L.S, (20 anos), chegava na Ponte Sérgio Motta, onde foi montado um cerco policial.
 
Os dois deixaram o veiculo roubado nas proximidades de uma balsa localizada no leito do Rio Cuiabá. Neste momento, solicitado ordem de parada não obedecida. Os militares viram quando os envolvidos entraram em uma região de mata.
 
Na fuga, R.A.L.S, portava um revolver calibre 38, com seis munições e apontou na direção dos policiais sendo revidado e atingido. Logo em seguida, foi encaminhado ao Pronto Socorro de Várzea Grande. O seu comparsa, R.A.B, foi localizado e imobilizado devido a resistência.
 
A vítima, uma mulher de 51 anos, confirmou que R.A.L.S. foi quem anunciou o roubo e apontou o revolver na direção de seu rosto a  obrigando entregar, o veículo, celular e um anel. Em seu depoimento, a senhora acrescentou que um Corsa Wind branco, deu apoio no crime. Informação confirmada e acrescentava a participação de um terceiro suspeito identificado como P.V.L.Q, idade não revelada, que estariam dirigindo o veículo. Diligências continuam na sua busca.  
 
A narrativa do BO descreve que os policiais estavam na delegacia registrando a ocorrência quando foram informados que o suspeito R.A.L.S. tinha morrido.
 
O suspeitos detido foi entregue na delegacia para as devidas providências.
 
Serviço
 
A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.