Fotografo: Divulgação
...
Adriana Lacerda sequestrada nesta sexta-feira e morta, desovada numa lagoa, três pessoas foram presas pelas Polícias

Eraldo de Freitas/com Sucursal SBC de BH       II        A Polícia mineira localizou na madrugada deste domingo (09/04), o corpo de Adriana Lacerda sequestrada no shopping quando deixava seu posto de trabalho. O corpo de Adriana foi localizado numa represa de Várzea das Flores, em Contagem, (cidade metropolitana de Belo Horizonte). Segundo a Polícia já foram presos três suspeitos dentre eles um menor. Em uma publicação feita na rede social, no Facebook, o marido de Adriana informou aos amigos que ela já havia sido encontra, infelizmente morta e disse que ela foi enforcada com um cadarço de sapato.

Adriana havia saído para trabalhar em uma loja da Leroy Merlin às 11h de sexta. O marido contou aos policiais que os dois se encontraram por volta das 17h (de sexta-feira) para buscar o carro na oficina. Depois disso, Marcelo disse que não teve mais informações de Adriana.  Marcelo disse ainda que também procurou pela mulher em vários hospitais de Contagem e até no IML da cidade.

O marido de Adriana (sequestrada) teve acesso às imagens das câmeras de segurança do estacionamento do shopping, que mostram dois homens se aproximando do carro da vítima. Um dos vídeos mostra Adriana saindo de uma cancela do shopping, com um homem no banco de trás do seu veículo.

Segundo a Polícia os suspeitos foram presos na tarde desse sábado (08), depois que a polícia encontrou o carro da vítima, um Ford Focus, que se encontrava no Bairro Água Branca. A Polícia prendeu um rapaz de 18 anos que estava de posse do Ford Focos que disse à polícia que instalaria um som no carro a pedido de duas pessoas.

A PM chegou a fazer buscas na casa dele do rapaz, suposto técnico ou disfarce, com a suspeita de que a mulher estivesse sendo mantida refém por ali, mas não conseguiram notar nenhum vestígio no local. No local a Polícia encontrou apenas uma placa e um painel de uma motocicleta com Boletim de Ocorrência registrado por roubo.

Segundo a PM, o rapaz que estava de posse do veículo indicou, onde residia os outros dois suspeitos que lhes entregaram o veículo sob sua responsabilidade para a devida instalação do som. A Polícia localizou primeiro, um adolescente de 15 anos que disse à polícia ter participado do assalto à Adriana. Ele declarou que a mulher havia sido deixada em um matagal nas margens da BR-040, perto do Posto Bonanza. Militares do Corpo de Bombeiros e o  Comando de RadioPatrulhamento Aéreo fizeram varredura nas mediações a procura da vítima, mais uma vez sem nenhum sucesso.

A Polícia narrou que, ainda no sábado, uma testemunha (não identificada) o declarou que um rapaz de 19 anos o chamou para roubar um carro, junto com o adolescente, mas ele não aceitou. Essa fonte revelou ainda à Policia que os elementos haviam lhes confidenciado que roubaram um veículo, que circularam com ele durante algum tempo e deixaram a mulher perto da rodovia. Havia mais um envolvido no assalto, que ainda não foi localizado. O declarante contou ainda que um deles enforcou a vítima com um cadarço de tênis enquanto os outros assistiam o assassinato da sequestrada.

Segundo a Polícia, um perito quem analisou o veículo da vítima, encontrou apenas um relógio, batons, um pendrive e um maço de cigarros no interior do veículo.

Os três elementos presos passaram por exame de corpo de delito no IML e foram deixados na sede da Delegacia de Plantão de Contagem, onde familiares da vítima já se aglomeravam. No local, policiais civis interrogaram os suspeitos e os levaram à região da Várzea das Flores, local onde o corpo de Adriana foi abandonado pelos sequestradores e supostos assassinos.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que o corpo de Adriana foi levado para o Instituto Médico Legal de Betim, também na região metropolitana. Ainda segundo a corporação, os três suspeitos foram autuados por latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Um deles, de 25 anos, confessou ter matado a mulher, segundo a Polícia Civil. Um quarto envolvido, de 19 anos, está sendo procurado. Neste triste episódio não ouve contato com pedido em valores para o resgate da vítima.

Segundo Marcelo via Facebook deu conta que o corpo de Adriana Lacerda seria velado a partir do meio-dia no Cemitério da Glória, no Bairro Bandeirantes, em Contagem. O enterro estaria marcado para as 17h.