Fundada aos 14 de abril de 2006 pelo Jornalista Eraldo de Freitas - E-mails: redacao@sbcbrasil.com.br

Cidadão Repórter

(65)9966-5664
Várzea Grande(DF), Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020 - 11:21
04/08/2020 as 10:13:18 | Por R7 | 3936
PF faz operação contra pedofilia na internet e estupro de vulnerável
Suspeito é um homem casado, de 40 anos. Atos ocorreram no início deste ano e as vítimas são crianças de 3 e 5 anos, ambos filhos de uma familiar
Fotografo: Divulgação Polícia Federal
Polícia identifica homem acusado de estuprar crianças e postar fotos na Deepweb

A Polícia Federal realiza na manhã desta terça-feira (4) uma operação contra pedofilia na internet e estupro de vulneráveis. Segundo a Interpol em Lyon, na França, um fórum da Deepweb foi usado para a publicação de cenas de estupro de duas crianças que, aparentemente, estariam na zona leste da cidade de São Paulo.
 
Com a investigação, a Polícia Federal brasileira identificou o responsável pelos estupros gravados e exibidos na rede mundial de computadores. Trata-se de um brasileiro de aproximadamente 40 anos, casado e sem filhos. Os atos ocorreram no início deste ano e as vítimas são duas crianças de 3 e 5 anos, ambos filhos de uma parente.
 
Com o aprofundamento das investigações verificou-se que o abusador se valia da convivência íntima com as crianças para encontrar oportunidades para estuprá-las, filmá-las e divulgar os arquivos em fóruns da Deepweb frequentado por pedófilos.
 
Até o momento, não há suspeita da participação da esposa do preso e nem da mãe das vítimas. A PF apura se as fotos eram comercializadas ou trocadas  por cenas de outras vítimas.
 
O crime de publicação de imagens de pornografia infantil prevê pena de 3 a 6 anos de reclusão. Já o estupro de vulneráveis prevê de 8 a 15 anos de prisão. A operação é chamada de Toca da Onda e é realizada com a Cooperação Policial Internacional.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil