Fotografo: Polícia Rodoviária Federal de Mato Grosso/Assessoria
...
PRF realizou quase 100 mil testes de alcoolemia em MT

O número de motoristas presos por embriaguez nas rodovias federais subiu 18% em Mato Grosso.
 
O balanço foi divulgado nessa terça-feira (28) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Segundo a PRF, foram quase 100 mil testes de alcoolemia em 2019, um aumento de 34% nesse tipo de fiscalização, se comparado a 2018 nas rodovias que cortam o estado.
 
O que também subiu foi a quantidade de pessoas autuadas e presas por dirigir sob efeito de bebida alcoólica.
 
Em 2018, foram emitidos 1.430 autos de infração e em 2019 foram 1.749, número 22% maior. As prisões tiveram um acréscimo de 18%, saltando de 489 para 579 no ano passado.
 
Para a PRF, o aumento se deve a vários fatos que possibilitaram uma fiscalização mais efetiva.
 
Outro fato foi a implementação de tecnologias nas fiscalizações de trânsito, como os etilômetros passivos, adquiridos pela PRF em Mato Grosso no ano passado.
 
Com o equipamento, a verificação do uso de álcool passou de alguns minutos para segundos, enquanto o policial conversa com o motorista abordado.
 
A ampliação da fiscalização do uso de álcool e outras drogas por condutores é uma das ações do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PNATRANS), do qual a PRF e outros órgãos fazem parte.
 
Penalidade
 
O artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro prevê multa gravíssima multiplicada 10 vezes (R$ 2,9 mil) e suspensão do direito de dirigir para o condutor de veículo flagrado sob efeito de álcool.
 
Dependendo do valor que o etilômetro apontar, cabe ainda prisão. A mesma multa é aplicada para quem se recusa a fazer o teste. (G1)