Fotografo: Secom-MT
...
O DPVAT indeniza vítimas de acidentes de trânsito ocorridos em todo o território nacional

Para a emissão do Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV), o licenciamento anual, os motoristas precisam quitar todos os tributos, taxas e valores do ano, relativos à regularização do seu carro, incluindo o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, mais conhecido como Seguro DPVAT.
 
O diretor de Veículos do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), Augusto Cordeiro, explica que para a segurança do cidadão, no Estado de Mato Grosso somente é possível emitir a guia de pagamento do Seguro DPVAT através dos canais oficiais do Detran-MT, pelo do site da autarquia (www.detran.mt.gov.br) ou pelo aplicativo “MT CIDADÃO”, que pode ser baixado gratuitamente em dispositivos Android e iOS.
 
“Seguindo a obrigatoriedade da emissão anual do CRLV, os proprietários de veículos devem providenciar o pagamento dos débitos de taxa de licenciamento, IPVA e também do Seguro DPVAT”, reforça o diretor.  
 
O DPVAT é um seguro obrigatório que indeniza vítimas de acidentes de trânsito ocorridos em todo o território nacional, seja motorista, passageiro ou pedestre, brasileiros ou estrangeiros.
 
O Seguro oferece coberturas para três naturezas de danos: morte, invalidez permanente (total ou parcial) e reembolso de despesas médicas e hospitalares da rede privada, como atendimento de emergência, cirurgia, exame, consultas e medicação em decorrência de um acidente de trânsito.
 
Quando o proprietário de um veículo paga o Seguro DPVAT, 50% dos recursos vão para a União, sendo 45% para o Sistema Único de Saúde (SUS), para ajudar a custear o tratamento dos acidentados, e 5% para o Denatran, para programas de prevenção de acidentes de trânsito. Os outros 50% são direcionados para o pagamento de indenizações, assim como as despesas administrativas e operacionais do Seguro DPVAT em todo o Brasil.  
 
Os valores do seguro variam de acordo com a intensidade e repercussão da lesão no corpo da vítima e considera os valores gastos pela vítima em seu tratamento, com base em tabela prevista em lei.
 
Para solicitar a indenização, é necessária a apresentação de documentação pessoal, como RG, além do Boletim de Ocorrência do acidente. Os demais documentos dependem da cobertura pleiteada e podem ser conferidos clicando aqui. Todo o trâmite do processo é gratuito.
 
A cobertura do Seguro DPVAT não se estende à acidentes sem vítimas ou ocorridos fora do território nacional, danos pessoais que não sejam causados por veículos automotores, multas e fianças impostas ao condutor e acidentes com veículos estrangeiros em circulação.
 
Mais informações sobre o Seguro DPVAT podem ser obtidas através do site da Seguradora Líder ou pelo telefone: 0800 022 12 04. (Com informações da Seguradora Líder)