Fotografo: Divulgação
...
O acidente teria acontecido pouco depois das 18 horas, no quilômetro 278 da BR-364

 
 
 
Um acidente de grandes proporções, ocorrido no início da noite desta quarta-feira (9/5), tirou a vida do ex-prefeito de Rondonópolis e ex-deputado estadual Hermínio Jota Barreto e do seu cunhado, o popular Ita. O acidente teria acontecido pouco depois das 18 horas, no quilômetro 278 da BR-364, nas proximidades da cidade de Jaciara. As primeiras informações dão conta de que foi provocado por uma carreta desgovernada, que teria perdido os freios e colidido com vários outros veículos, entre eles, o Jeep Renegade de Barreto.
 
Segundo a concessionária Rota do Oeste, o acidente envolveu nove veículos ao todo e resultou em duas vítimas fatais, além de três feridos e outras seis pessoas que saíram sem nenhum ferimento do acidente. Ainda de acordo com a concessionária, Barreto e seu cunhado já estavam sem vida quando o resgate chegou ao local do acidente e seus corpos estavam presos nas ferragens, sendo retirados por volta de 21 horas e encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Rondonópolis.
 
O acidente aconteceu no momento em que Barreto voltava para Rondonópolis, vindo de Cuiabá, na chegada da cidade de Jaciara, próximo ao Hotel Rosa dos Ventos, e teria sido apanhado por uma carreta desgovernada que teria perdido os freios e foi atropelando vários veículos pelo caminho. No acidente se envolveram três carretas, sendo que duas estavam carregadas com óleo vegetal e outra com soja, além de três utilitários e três veículos de passeio. Os feridos foram encaminhados para receber cuidados médicos em Jaciara.
 
Hermínio Jota Barreto tinha 69 anos e era Fiscal de Tributos de carreira da Secretaria Estadual da Fazenda. Atualmente era suplente do deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) e vivia a expectativa de assumir o cargo em breve, graças a um rodízio no mandato promovido pelo veterano cacique peemedebista.
 
Barreto também era radialista esportivo e começou na política como vereador, antes de se eleger prefeito, derrotando o também ex-prefeito Percival Muniz (PDT), e governar a cidade entre os anos de 1989 e 1992. Ele também foi deputado estadual por vários mandatos, até que se candidatou a deputado federal, quando o então deputado Wellington Fagundes (PR) decidiu disputar uma vaga ao Senado. Apesar de bem votado, tendo obtido 49.321, ele ficou apenas na primeira-suplência.
 
Até o fechamento dessa edição, ainda não havia informações sobre o local do velório do ex-prefeito e ex-deputado.
 
INTERDIÇÃO – Em função do acidente, a BR-364 ficou grande parte da noite de ontem com o tráfego no trecho totalmente interditado, prejudicando o trânsito entre Rondonópolis e Cuiabá.
 
Conforme nota de pesar divulgada pela Câmara Municipal, o velório estava previsto para começar agora por volta das 9h nas dependências da casa de leis do município. Já o sepultamento está previsto para às 17h, no cemitério da Vila Aurora. (A Tribuna MT)