Fotografo: Divulgação
...
E totalmente de acordo com a legislação vigente.

Eles já dominam os lares pelo país e são mais numerosos até que as crianças, já que segundo pesquisa do IBGE, de cada 100 famílias, 44 criam cachorros, enquanto só 36 têm crianças.  E é diante desses dados que se vê o crescimento do mercado pet com serviços para cuidados com os animais. E assim como grandes centros urbanos pelo Brasil, o Espírito Santo também vai ganhar o primeiro plano de saúde animal regulamentado, o Lifepet, registrado no Conselho Regional de Medicina Veterinária e totalmente de acordo com a legislação vigente.
 
O site do plano será colocado no ar a partir desta sexta-feira, dia 14, para que interessados (beneficiários e credenciados), possam realizar seu pré-cadastro e garantir descontos especiais de lançamento. A partir de setembro começam as vendas com preços especiais para quem realizar a pré-inscrição até o dia 20/09 no site do Plano.
O Lifepet vai beneficiar cães e gatos com ampla rede de hospitais, clínicas, consultórios, especialistas, laboratórios de diagnóstico e imagens, além de serviços que vão desde cirurgias a atendimento de emergência 24h, tudo isso com as principais referências do Estado no cuidado da saúde e bem-estar animal.
O plano tem apoio da Sociedade Protetora dos Animais e também irá destinar parte do valor das adesões para ajudar a instituição no trabalho com os animais de rua, abandonados ou que sofrem maus-tratos.
Cães e gatos de 0 a 8 anos podem aderir ao plano, que chega ao mercado capixaba com quatro modalidades de cobertura e preços a partir de R$ 19,90.Segundo o advogado e empresário Thiago Batista, idealizador desse projeto pioneiro, contratar um plano de saúde para animais pode ser uma boa opção para ter maior segurança e economia na hora de levar seu animal de estimação ao médico veterinário. “O Lifepet terá cobertura nas principais clínicas da Grande Vitória, hospitais referências, laboratórios de diagnósticos e exames por imagem, bem como com os melhores profissionais da área”, explica. O empreendedor capixaba ainda ressalta que “proporcionar o que há de melhor no ramo da medicina veterinária aos beneficiários do Lifepet é o nosso maior compromisso”.
 
Outra novidade do Lifepet é que todos os animais serão “microchipados”, ou seja, todas as informações do Pet ficarão armazenadas no ambiente virtual do cliente ou credenciado (dados do pet, modalidade de plano, coberturas, carências, valores, dentre outras informações). A previsão é que a partir do 1º semestre de 2016, seja disponibilizado o Find my Pet (serviço exclusivo de localização por GPS), o que protege em caso de perda ou roubo do animal.
Outra super novidade e diferencial do Plano é o Pet Clube. É um cartão de benefícios para o animal e seu dono. Assim, tanto o pet como seu dono contarão com uma extensa rede de empresas conveniadas que irá proporcionar efetiva economia para o cliente do plano.
Mercado pet
Dados do IBGE mostram que no Brasil são 52 milhões de cães, contra 45 milhões de crianças de até 14 anos. O que dá uma média de 1,8 cachorro por domicílio que tem pelo menos um cão. Isso sem falar nos gatos, que cada vez mais marcam presença nos lares. Em relação à presença de gatos, 17,7% dos domicílios possuem pelo menos um, o equivalente a 11,5 milhões de unidades domiciliares.
E com essa quantidade de animais de estimação, quem ganha é o mercado pet. O Brasil só perde para os Estados Unidos em número de cães e gatos domésticos e de faturamento do mercado pet na economia. Dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), mostram que, em 2014, o setor movimentou R$ 16 bilhões, alta de 8,2% ante o ano anterior.