Fotografo: Da Assessoria
...
O parlamentar apresentou na AL a Indicação nº 4076/2019, solicitando a ação de climatização

A Escola Estadual Alvarina Alves De Freitas, de Planalto da Serra, está apta a receber ares condicionados. Com a onda de calor, que tem atingido Mato Grosso nos últimos meses, a diretora Angélica Borges Bittencourt procurou o gabinete do deputado Max Russi, alegando preocupação com o rendimento escolar dos alunos e buscando uma gestão, junto ao governo estadual, para a viabilização e instalação imediata dos aparelhos nas salas de aula. O parlamentar apresentou na Assembleia Legislativa a Indicação nº 4076/2019, solicitando a ação de climatização. 
 
Em 2013 foi lançado o Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE) Climatização, com o objetivo de instalar aparelhos de ar condicionado em toda rede estadual de ensino.  Muitas unidades escolares não conseguiram cumprir os requisitos, sendo um deles a disponibilização de uma rede de alta tensão. 
 
No entanto, a diretoria da escola Alvarina afirma que a unidade já está adaptada para a instalação. “Apesar de o projeto ser antigo, somente agora conseguimos trazer essa melhoria para a escola. A primeira parte de instalação elétrica e disjuntores já foram feito, agora precisamos dos ares condicionados”, justificou. 
 
Servidora da escola há 17 anos, Angélica explica que por muito tempo a equipe de professores e comunidade promoviam festas e eventos para arrecadar dinheiro, buscando a melhoria do ambiente escolar. Ela explica ainda que já recorreu a Secretaria de Estado de Educação (SEDUC) para iniciar o projeto.
 
“Estamos felizes por essa possibilidade da instalação desses ares na escola. Buscamos um ambiente mais harmônico, mais aconchegante para o nosso alunado, para que possam desenvolver suas potencialidades cognitivas em espaço climatizado. Assim daremos maior dignidade de trabalho e estudo aos educadores e educandos da nossa unidade escolar”, complementou. 
 
Para suprir a demanda da escola precisa de 20 condicionadores de ar de 24.000 BTU para oito salas de aulas, laboratório de informática e secretaria. O deputado Max Russi garantiu que acompanhara todo o tramita da proposição.
 
“Recebemos essa demanda e sabemos dessa necessidade, principalmente dos estudantes em ter um ambiente propício ao aprendizado. Estarei acompanhando e reforçando essa cobrança”, assegurou.