Fotografo: Reuters
...
Os colaboradores da FCA ficaram descontentes com o salário astronômico que foi oferecido para Cristiano Ronaldo

 
 
 
Cristiano Ronaldo nem terminou de montar as malas para se mudar de Madrid e já causa comoção entre os funcionários da Fiat na Itália.  Os colaboradores da FCA ficaram descontentes com o salário astronômico que foi oferecido para Cristiano Ronaldo na Juventus , e o sindicato acaba de decretar greve de dois dias nas fábricas. O clube italiano faz parte do mesmo conglomerado que a Fiat, sob a asa da família Agnelli.
 
Conforme divulgado pelo sindicato, não é aceitável que os funcionários continuem fazendo sacrifícios econômicos, apertando os cintos de suas famílias, enquanto a companhia gasta milhões de euros em um jogador.  “É normal que uma pessoa ganhe milhões, como o Cristiano Ronaldo na Juventus , enquanto milhares de famílias não conseguem nem pagar as contas?”, diz o comunicado. 
 
A marca italiana é dona de 29,18% das operações da família Agnelli que, por sua vez, é detentora de 63,8% da Juventus. Quando as notícias de que a Juventus estaria disposta a pagar 30 milhões de euros anuais para Ronaldo começaram a surgir, funcionários da Fiat ficaram incomodados.
 
“É uma desgraça”, diz Gerardo Giannone, funcionário de uma fábrica do Grupo FCA nas proximidades de Napoli há 18 anos. “Não ganhamos aumento há dez anos, e com o salário de Cristiano Ronaldo dividido entre todos os funcionários, teríamos 200 euros a mais por mês. A FCA gasta 126 milhões de euros por ano apenas com patrocínio, sendo que 26,5 milhões correspondem apenas à Juventus”.
 
A revolta continua sobre a quantidade de modelos que são fabricados pela FCA na Itália. “A Fiat deveria investir em modelos de carros que garantam o futuro de milhares de pessoas, em vez de investir em um atleta multimilionário. Estamos à espera de novos modelos que nunca chegam!”, continua o comunicado do Sindicato.
 
Justo?
 
Vale lembrar que, mesmo com os funcionários que não recebem aumento desde 2008, a Juventus já pediu dinheiro emprestado para a Fiat. Na ocasião, era um investimento massivo pela contratação do atacante argentino Gonzalo Higuaín.
 
A contratação de Cristiano Ronaldo na Juventus corresponde ao investimento total de 220 milhões de euros a longo prazo, considerando patrocínio e luvas. Evidentemente, a transferência de Cristiano Ronaldo poderá ajudar a equipe italiana na empreitada de conquistar a UEFA Champions League mais uma vez. O último título veio na temporada de 1995/96.