Fotografo: Helder Faria
...
A unidade hospitalar atende 19 municípios

Durante a realização da 11ª reunião da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social nesta quarta-feira (25), o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), expôs a situação crítica pela qual passa a Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis, que passa por problemas financeiros e acumula uma dívida de aproximadamente R$ 25 milhões.
 
“Quando a Comissão de Saúde esteve em Rondonópolis, em maio, já era uma preocupação a situação da Santa Casa. Lá, 80% dos serviços são pelo Sistema Único de Saúde (SUS). São atendimentos de média e alta complexidade. É a única maternidade de Rondonópolis, faz atendimento oncológico e tem UTI (Unidade de Terapia Intensiva) pediátrica e neonatal, além de cirurgias de altos riscos e cardíacas. Esses são só alguns exemplos dos serviços que deixarão de serem realizados com o fechamento dessa unidade hospitalar”, ressaltou Claudinei.
 
O deputado lembrou que no final do mês de agosto realizou uma audiência pública, em Rondonópolis, para debater a situação da Santa Casa, que atende 19 municípios da região.
 
“O plenário da Câmara de Vereadores ficou lotado, tivemos a presença do deputado estadual Thiago Silva (MDB), do prefeito de Rondonópolis Zé Carlos do Pátio e dos federais José Medeiros (Pode) e Emanuelzinho (PTB). Mas, infelizmente, dos 19 prefeitos da região, apenas o de Rondonópolis esteve presente na audiência. Nem o secretário de Estado de Saúde participou, mandou a diretora do Hospital Regional representar o estado. Depois o governo estadual não quer ser criticado”, afirmou o parlamentar.
 
Conforme o Delegado Claudinei, é preciso que o governo, por exemplo, atualize a tabela de diária de UTI, que hoje é de R$ 1,3 mil repassados à Santa Casa.  Além disso, há uma dívida do governo anterior, gestão Pedro Taques, no valor de R$ 17 milhões que a Santa Casa deveria receber. Um valor que minimizaria a crise financeira.
 
“A população já começou a fazer doações para que não paralisem os atendimentos da UTI. A população já paga impostos elevadíssimos e agora está tendo que ajudar a Santa Casa. Não vamos ter mais rondonopolitanos, pois não teremos mais crianças nascendo em Rondonópolis”, alerta.
 
Encaminhamento - O deputado Claudinei sugeriu levar o problema até o Colégio de Líderes e convocar o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, para explicações e, junto com os demais parlamentares, encontrar uma solução. “Também entreguei ofícios a todos os 11 parlamentares federais do estado a fim de que consigamos emendas para a Santa Casa”.
 
Agenda - Na próxima sexta-feira (27), o deputado Delegado Claudinei, participará de uma reunião para discutir a situação da Santa Casa de Rondonópolis, a partir das 10 horas, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Rondonópolis. O deputado também cumpre agenda pela manhã nesta data na cidade. Ele vai representar a Comissão de Saúde na abertura do novo prédio que sediará o Consórcio Regional de Saúde da região Sul.