Fotografo: Reuters
...
Raissa de Oliveira, rainha de bateria da Beija-Flor

 
 
 
A Beija-Flor se sagrou campeã do Carnaval do Rio de Janeiro 2018. A apuração aconteceu na Praça da Apoteose e ganhou transmissão na televisão pela TV Globo. As seis primeiras classificadas desfilarão novamente na Sapucaí no Sábado das Campeãs, no dia 17.
 
Beija Flor é campeã do Carnaval 2018
 
16:45 – Após o quesito Fantasias, que avalia os detalhes e o acabamento dos figurinos e sua relação com o enredo, a Salgueiro passou ao primeiro lugar. Confira as parciais:
 
1º Salgueiro – 239,6
 
2º Beija-Flor – 239,6
 
3º Paraíso do Tuiuti – 239,5
 
4º Portela – 239,5
 
5º Mangueira – 239,3
 
6º Mocidade Independente de Padre Miguel – 239,3
 
7º Unidos da Tijuca – 239,2
 
8º Imperatriz – 238,9
 
9º Vila Isabel – 238,2
 
10º União da Ilha – 237,8
 
11º Grande Rio – 237,2
 
12º São Clemente – 237,1
 
13º Império Serrano – 235,9
 
16:36 – O quesito Harmonia avalia o entrosamento do ritmo da bateria com os outros componentes. A Mocidade passou à frente da Beija-Flor após a leitura das notas desse quesito. As parciais ficaram assim:
 
1º Mocidade Independente de Padre Miguel – 209,7
 
2º Beija-Flor – 209,7
 
3º Salgueiro – 209,6
 
 
4º Portela – 209,6
 
5º Paraíso do Tuiuti – 209,5
 
6º Mangueira – 209,3
 
7º Unidos da Tijuca – 209,3
 
8º Imperatriz – 209
 
9º Vila Isabel – 208,5
 
10º União da Ilha – 208,1
 
11º Grande Rio – 207,3
 
12º São Clemente – 207,3
 
13º Império Serrano – 206,5
 
16:25 – A Beija-Flor continua à frente após a apuração do quesito Alegorias e Adereços, que leva em conta o acabamento dos elementos de decoração dos carros alegóricos. O resultado parcial:
 
Beija-Flor – 179,7
 
Mocidade Independente de Padre Miguel – 179,7
 
Paraíso do Tuiuti – 179,7
 
Salgueiro – 179,6
 
Portela – 179,6
 
Unidos da Tijuca – 179,4
 
Mangueira – 179,3
 
Imperatriz – 179,1
 
União da Ilha – 178,7
 
Vila Isabel – 178,6
 
São Clemente – 177,8
 
Grande Rio – 177,5
 
Império Serrano – 177,1
 
16:16 – O quesito comissão de frente avalia a saudação ao público e a apresentação da primeira ala das escolas. A Beija-Flor passou ao primeiro lugar. O resultado parcial é o seguinte:
 
Beija-Flor – 149,9
 
Mocidade Independente de Padre Miguel – 149,8
 
Paraíso do Tuiuti – 149,8
 
Salgueiro – 149,7
 
Portela – 149,7
 
Imperatriz – 149,4
 
Unidos da Tijuca – 149,4
 
Mangueira – 149,4
 
União da Ilha – 148,9
 
Vila Isabel – 148,7
 
São Clemente – 148,2
 
Grande Rio – 147,9
 
Império Serrano – 147,7
 
16:05 – O quarto quesito é Mestre-Sala e Porta-Bandeira – que avalia a integração da dança e a postura do casal. A Portela se mantém na liderança. As parciais:
 
Portela – 120
 
Beija-Flor – 119,9
 
Mocidade Independente de Padre Miguel – 119,8
 
Paraíso do Tuiuti – 119,8
 
Mangueira – 119,8
 
Salgueiro – 119,7
 
Unidos da Tijuca – 119,7
 
Imperatriz – 119,6
 
União da Ilha – 119,2
 
Vila Isabel – 119,1
 
São Clemente – 118,8
 
Império Serrano – 118,3
 
Grande Rio – 118
 
15:55 – Após a apuração do quesito Bateria – que avalia afinação, inovação e a relação entre o ritmo e o samba-enredo-, a Portela ficou sozinha em primeiro lugar. Confira as parciais:
 
Portela – 90
 
Unidos da Tijuca – 89,9
 
Beija-Flor – 89,9
 
Paraíso do Tuiuti – 89,8
 
Mangueira – 89,8
 
Mocidade Independente de Padre Miguel – 89,8
 
Salgueiro – 89,7
 
Imperatriz – 89,6
 
Vila Isabel – 89,5
 
União da Ilha – 89,3
 
São Clemente – 89,2
 
Império Serrano – 88,7
 
Grande Rio – 88
 
15:45 – Acabou agora a apuração do segundo quesito, Evolução – se a escola se movimentou bem na avenida, de modo a não deixar “buracos” entre as alas. Os resultados parciais:
 
Mangueira – 60
 
Portela – 60
 
Unidos da Tijuca – 59,9
 
Beija-Flor – 59,9
 
Paraíso do Tuiuti – 59,8
 
Mocidade Independente de Padre Miguel – 59,8
 
Vila Isabel – 59,7
 
Salgueiro – 59,7
 
Imperatriz – 59,6
 
União da Ilha – 59,3
 
São Clemente – 59,2
 
Império Serrano 58,8
 
Grande Rio – 58
 
15:30 – Finalizada a apuração do primeiro quesito, Enredo – que avalia como a escola conta a história e aborda o tema escolhido -, o resultado parcial é o seguinte:
 
Paraíso do Tuiuti – 30
 
Mangueira – 30
 
Mocidade Independente de Padre Miguel – 30
 
Portela – 30
 
Unidos da Tijuca – 29,9
 
Beija-Flor – 29,9
 
Vila Isabel – 29,8
 
Salgueiro – 29,8
 
Imperatriz Leopoldinense – 29,8
 
São Clemente – 29,7
 
União da Ilha – 29,7
 
Império Serrano – 29,3
 
Grande Rio – 28,7
 
15:25 – Duas escolas foram penalizadas por cronometragem: a Império Serrano perdeu 0,2 ponto por ter finalizado o desfile antes do tempo, já a Grande Rio estourou o tempo e, por isso, perdeu 0,5 ponto.
 
15:22 – Qual escola de samba do Rio merece o título deste ano? Vote:
 
15:13 – Nos dois dias de desfiles, algumas escolas chamaram atenção por tratar de temas políticos: a Paraíso do Tuiuti mergulhou na questão política e ironizou manifestantes que pediram o impeachment de Dilma Rousseff, além de trazer um presidente-vampiro, uma referência a Michel Temer, em um dos carros alegóricos; A Beija-Flor abordou questões sociais e levou para a avenida Pabllo Vitar e Jojo Todynho; já a Mangueira não poupou críticas ao prefeito do Rio, Marcelo Crivella, colando uma foto do político a uma réplica de Judas.
 
14:53 – Já na segunda noite de desfiles passaram pelo sambódromo Unidos da Tijuca, Portela, União da Ilha, Salgueiro, Imperatriz Leopoldinense e Beija-Flor. Confira os melhores momentos.
 
14:38 – A primeira noite de desfiles do Grupo Especial aconteceu entre o domingo e a segunda-feira. Passaram pela avenida Império Serrano, São Clemente, Vila Isabel, Paraíso do Tuiuti, Grande Rio, Mangueira e Mocidade Independente de Padre Miguel. Relembre como foram os desfiles.
 
14:32 – Por sorteio, foi definida a ordem da abertura dos envelopes com as notas dos jurados dos desfiles:
 
1 – Enredo
 
2 – Evolução
 
3 – Bateria
 
4 – Mestre-Sala e Porta-Bandeira
 
5 – Comissão de Frente
 
6 – Alegorias e Adereços
 
7 – Harmonia
 
8 – Fantasias
 
9 – Samba-Enredo
 
Se duas ou mais escolas terminarem a apuração com a mesma pontuação, o desempate se dá na ordem inversa à abertura dos envelopes – o primeiro quesito de desempate será, portanto, samba-enredo.
 
(Veja.com)