Fotografo: Bruno Ulivieri/Agif/Folhapress
...
Coelho conhece bem os jogadores das categorias de base do Corinthians

A vitória sobre o Bahia, nesta quarta-feira, foi o segundo jogo de Dyego Coelho na atual passagem como técnico interino do Corinthians. E já deixou claro a diferença de metodologia em relação ao trabalho anterior.
 
A mudança mais marcante foi a entrada dos jovens Xavier e Roni, que vieram das categorias de base, como titulares no jogo com o Bahia. Deu certo. Com um deles até mesmo marcando um gol e com o time vencendo.
 
Isso, porém, segundo o próprio Coelho, não o coloca como favorito a ser efetivado a comandar o Corinthians nessa reta final de temporada: "Tenho que fazer o meu trabalho. Já tenho conversado, sou funcionário do clube e se o clube precisar de mim, vou ajudar. Não tem problema algum. Só quero dar confiança, esse é o meu trabalho, isso que busco, espero dar continuidade", afirmou.
 
O técnico interino também revelou que teve uma conversa com o presidente do clube, André Sánchez, que deixou claro que a ideia é que chegue alguém com mais experiência.
 
"A gente está aqui para ajudar o clube, o presidente Andrés já deixou bem claro para mim. Ele fala sempre a verdade, é um cara assim. Eu só tenho que fazer o meu trabalho, deixar as coisas acontecerem. Continuar o meu trabalho, é assim que a gente vai no dia a dia."
 
Ainda sem a certeza se terá Coelho no comando, o Corinthians tem agora uma semana para se preparar para o próximo jogo, na próxima quarta-feira, contra o Sport, fora de casa.