Fotografo: Jonathan Ernst/Reuters
...
Tensão entre as duas potências aumentou nos últimos dias

O Ministério das Relações Exteriores da China pediu à embaixada dos EUA na manhã de sexta-feira (24) para fechar o consulado na cidade de Chengdu, no sudoeste do país, dias depois que governo de Donald Trump ordenou abruptamente o fechamento da representação chinesa em Houston, no Texas.
 
Em comunicado, o Ministério disse que “os EUA violam seriamente o direito internacional, as normas básicas das relações internacionais e prejudicaram gravemente a relação China-EUA."
 
De acordo o anúncio do governo chinês, "o Ministério também fez exigências específicas sobre a cessação de todas as operações e eventos pelo Consulado Geral".
 
Proteção à propriedade intelectual
 
Na terça-feira (21), o governo dos Estados Unidos ordenou o fechamento imediato do consulado da China em Houston, Texas, em um movimento inesperado e que aumentou as tensões diplomáticas entre os países.
 
O Departamento de Estado dos EUA justificou a medida dizendo que se trata de uma ação para proteger a propriedade intelectual e informações privadas do país.
 
O governo chinês negou as acusações e afirmou que elas são "maliciosas” e tem o “único objetivo de difamar a China.” O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Wang Wenbin, disse que “o fechamento do consulado é uma medida completamente injustificada, e a China se reserva ao direito de retaliar".
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
(Fonte: Reuters)