Fotografo: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
...
Deputada federal Carla Zambelli presta depoimento à PF hoje (13)

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) irá prestar um depoimento à Polícia Federal na tarde desta quarta-feira (13) no âmbito da operação que investiga possível interferência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na instituição.
 
Zambelli terá que explicar a troca de mensagens de WhatsApp com o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro. No mesmo dia em que anunciou a própria demissão do cargo, em 24 de abril, o ex-juiz da Lava Jato divulgou mensagens trocadas com a parlamentar. Na conversa, a deputada disse que iria fazer com que o presidente indicasse Moro para a próxima vaga do STF (Supremo Tribunal Federal).
 
A explicação de Zambelli para a delegada Cristiane Correa Machado, titular do inquérito, irá ocorrer às 15h na sede da PF. No depoimento, a deputada pretende mostrar que não exerceu advocacia administrativa – o crime consiste em patrocinar, direta ou indiretamente, interesse privado sob a administração público, valendo-se da qualidade de funcionário.
 
Fontes ligadas à deputada informaram que ela irá relatar que a conversa com Moro se deu como “amiga”, uma vez que o ex-ministro foi padrinho de casamento da parlamentar. A deputada irá apresentar também histórico de conversas com Moro, “o que prova que ela não tentou negociar cargo nenhum”. Além disso, Zambelli argumentará que não fez contato com o ex-ministro a pedido do presidente.
 
A parlamentar deverá depor também sobre a “preocupação” de Bolsonaro com a própria segurança e de sua família, com foco no episódio ocorrido em Juiz de Fora (MG), onde o mandatário foi vítima de uma facada, ainda durante a campanha de 2018, e que tal episódio deve ser investigado pela PF.
 
 
 
Clébio Cavagnolle, da Record TV, com Plínio Aguiar, do R7