Fotografo: Divulgação
...
O estudo, feito com bancos de capital aberto, leva em consideração as instituições com ativos acima de US$ 100 bilhões

 
São Paulo - O Bradesco foi o banco que mais cresceu em valor de mercado no ano de 2016 até o final de julho, em termos nominais em dólares, conforme levantamento da consultoria Economática na América Latina e Estados Unidos.
 
O estudo, feito com bancos de capital aberto, leva em consideração as instituições com ativos acima de US$ 100 bilhões.
 
A variação para o Bradesco foi de US$ 23,5 bilhões em valor de mercado, de 31 de dezembro de 2015 até 29 de julho de 2016, quando fechou em US$ 49,1 bilhões.
 
Aliás, as quatro primeiras colocações desse ranking têm como origem o Brasil, sendo que o Bradesco é seguido, em ordem, por Itaú Unibanco, Santander e Banco do Brasil.
 
Por sua vez, o maior banco latino em valor de mercado no dia 29 de julho era o Itaú, com US$ 57,6 bilhões.
 
Já o banco com maior valor de mercado da amostra é o Wells Fargo, com US$ 243,5 bilhões, e em segundo lugar aparece o JP Morgan Chase, com US$ 233,9 bilhões.