Fotografo: ilustrativa/Divulgação
...
O homem, que é avô, cometia o crime contra os três netos

Um casal que mora na região Noroeste de Belo Horizonte foi condenado pela Justiça por práticas sexuais e omissão. O homem, que é avô, cometia o crime contra os três netos e a avó nada fazia para proteger as crianças.
 
Pela prática dos atos libidinosos e por ter ameaçado a mãe deles durante o andamento processual, o avô, de 75 anos, foi condenado a 61 anos, 7 meses e 15 dias de reclusão. Pela omissão, a avó, de 73, foi condenada a 40 anos, 7 meses e 15 dias de reclusão.
 
A decisão é da juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, da Vara Especializada em Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Vecca), e foi proferida em 20/05/2020. As penas deverão ser cumpridas em regime fechado.
 
Ameaças
 
Após os atos, a uma das netas, o avô dizia que ela não deveria contar nada a ninguém, senão entraria em depressão e morreria. Para outra neta, dizia que a mãe morreria caso a menina relatasse os fatos a alguém e, no intuito de garantir seu silêncio, oferecia balas e sorvete a ela. Em relação ao neto, ele o ameaçava de morte.
 
O avô está em prisão domiciliar, devido à precariedade de sua saúde, e deverá continuar preso durante a fase de recurso. À avó, foi concedido o direito de recorrer em liberdade.
 
 
 
 
Fonte: Em.com.br