Fotografo: Divulgação
...
Benildes Batista de Almeida, 39 anos, desapareceu em dezembro de 2013

Uma arcada dentária que pertenceria a Benildes Batista de Almeida, 39 anos, foi localizada nesta terça-feira (14), no quintal da casa do suspeito, Adilson Pinto da Fonseca, 48 anos, que é ex-marido da vítima e está preso suspeito de matar ela e a ex-namorada dele, Talissa de Oliveira Ormond, 22 anos.
 
A polícia tinha interrompido as escavações nessa segunda-feira (13), depois de um dia todo de buscas, e agora vai retomar o trabalho para tentar localizar corpo.
 
O corpo de Benildes estaria enterrado ao lado do local onde foram encontrados, nessa segunda-feira, os restos mortais da ex-namorada dele, no Bairro Nova Conquista.
 
 
Com autorização judicial, também foram quebradas algumas partes da casa, pois a suspeita era de que o corpo de Benildes estivesse sido enterrado e concretado dentro da residência.
 
 
O suspeito confessou ter assassinado as duas vítimas e enterrado os corpos. No entanto, depois negou ter matado Benildes. No entanto, ele ainda não informou à polícia a motivação do crime.
 
O corpo de Talissa foi removido do quintal por uma equipe composta por peritos, policiais e geólogos. As duas mulheres estavam desaparecidas desde 2013.
 
 
Desaparecidas há cinco anos
 
O desaparecimento de Talissa foi comunicado à polícia em 8 julho de 2013, quatro dias depois do sumiço.
 
Segundo a polícia, a mãe da vítima contou que ela tinha saído para trabalhar em uma empresa de telefonia e não mais deu notícias. Na empresa, a chefe da vítima informou à mãe que naquele dia ela tinha trabalhado o dia todo e quando saiu havia um rapaz moreno em uma motocicleta a espera dela. Mas ninguém a viu sair com ele. No dia seguinte, a vítima teria ligado na empresa pedindo socorro. Depois não deu mais notícias.
 
A segunda vítima Benildes desapareceu em 17 de dezembro de 2013. Ela morava da Espanha e tinha voltado ao Brasil, onde passou cinco meses com a família. A filha dela entrou em contato com a Polícia Federal, que não identificou que ela havia saído do Brasil. Ela era ex-mulher do suspeito.