Fotografo: Reprodução
...
A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro

Márcia Pinheiro foi buscar apoio ao projeto voltado à primeira infância que está sendo desenvolvido pela Prefeitura de Cuiabá
 
A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, esteve no Ministério da Cidadania, em Brasília, na última terça-feira (30) para buscar apoio ao projeto voltado à primeira infância que está sendo desenvolvido em conjunto com as secretarias municipais de Assistência Social e Educação.
 
A proposta levada à secretária nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano, Ely Harasawa, foi da participação técnica do Governo Federal em evento disposto a debater políticas públicas, a nível local, direcionados a crianças de zero a seis anos.
 
Segundo a primeira-dama, a ideia de ressaltar a importância da atuação nessa faixa etária veio durante a participação da equipe da Prefeitura de Cuiabá no Seminário Internacional da Primeira Infância, realizado pela União em março.
 
“Na oportunidade fiquei impressionada de como é essencial o Poder Público e a sociedade também, de uma forma geral, se envolver mais com os cuidados na primeira infância. As pessoas não tem noção de como é fundamental nosso papel nessa faixa etária e como isso vai impactar a vida dessas crianças para sempre”, disse.
 
Diante dessa importância, foi iniciado um plano de ação para trazer essa gama de informação, conhecimento e debates para Cuiabá em um evento destinado a todos os setores interessados em promover maiores reflexões no trabalho direcionados à primeira infância.
 
A secretária nacional mostrou-se bastante entusiasmada na promoção desse evento, principalmente, após a apresentação dos grandes projetos municipais que envolvem essa faixa etária como, por exemplo, os programas Simininas e Bom de Bola, Bom de Escola, na qual a primeira-dama Márcia Pinheiro apoia diretamente no papel de madrinha simbólica.
 
“Eu acredito muito no poder das primeiras damas frente às causas sociais. Eu acho que mesmo não tendo cargo oficial, elas possuem uma influência muito grande no desenvolvimento de ações sociais. O papel é muito importante”, frisou Ely Harasawa.
 
A secretária ainda revelou o grande interesse da primeira-dama Michelle Bolsonaro que vem conhecendo a realidade social do Brasil, na qual, inclusive, passará a atuar em gabinete dentro do Ministério da Cidadania. O órgão é responsável pela coordenação do programa Criança Feliz, uma das principais políticas públicas da União voltado a primeira infância, tendo muitas ações semelhantes ao programa Siminina.
 
Durante a reunião, a representante do Executivo nacional se comprometeu em levar ao ministro Osmar Terra a proposta para suas eventuais considerações como data, programação e afins. Também se colocou à disposição para conhecer mais afundo os trabalhos do municípios direcionados a primeira infância.
 
“Vamos iniciar a construção da agenda desta forma e vou transmitir ao ministro. A primeira-dama Michelle Bolsonaro vai estar trabalhando aqui, ainda não sabemos quando, então com certeza vamos ver essa agenda e possibilidade dela ir junto. O tema da primeira infância entrou na rota de discussão e está tendo uma solicitação muito grande”, falou.
 
Participaram a reunião o secretário municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, Wilton Coelhos, e a adjunta de Educação, Edilene Machado, os quais apresentaram os resultados técnicos dos programa Siminina e Bom de Bola, Bom de Escola.